PontoXP.com - Dicas e Informações Gerais.





TRATAMENTOS PARA O ALCOOLISMO

Autor: Textual Conteúdo
Publicado em: Saúde

TRATAMENTOS PARA O ALCOOLISMO

Buscar tratamento para a dependência do álcool é o primeiro passo para a conquista de mais qualidade de vida. Isso porque o alcoolismo é uma doença que não tem cura, porém quando o indivíduo consegue se afastar do álcool fazendo uso de uma série de serviços destinados ao tratamento, acompanhamento e grupo de apoio, uma vida sem sofrimentos e sem álcool é possível. A seguir você irá conferir quais são as opções de tratamentos para o alcoolismo e como essa doença age no organismo.

Quais são os efeitos do alcoolismo

O uso abusivo e constante de bebidas alcoólicas pode comprometer o bom funcionamento do organismo do indivíduo, levando a consequências irreversíveis e em casos muito graves, a complicações que causam a morte. Nos casos mais comuns, a dependência pode causar perda do controle, o que pode prejudicar a vida do usuário de todas as formas, desde a social até a profissional.

Como identificar um alcoólatra?

O alcoolismo não se origina do tipo de álcool que a pessoa consome, mas sim há quanto tempo e também a quantidade. Para combater o alcoolismo e ajudar o dependente químico, é preciso focar na importância do tratamento também como prevenção de um possível avanço e crescimento do problema.

Identifica-se um viciado em álcool por determinados o sintomas, tais como, compulsão, a necessidade forte ou desejo incontrolável de beber, perda de controle, a inabilidade de parar de beber depois do primeiro gole, tolerância, quando as quantidades de álcool normalmente consumidas já não são mais suficientes. Além da dependência física, que provoca náusea, suor, tremores e ansiedade ao menor tempo de abstinência de álcool.

Tipos de tratamentos para o alcoolismo

Uma forma de facilitar a adesão e ao início do tratamento contra o alcoólicos é a ajuda do paciente ao admitir que tem a doença. Esta constatação não é fácil para o alcoólatra, e menos ainda admiti-la. É preciso incentivar o tratamento sem colocar muita pressão na decisão do dependente, converse sobre os sintomas, como as crises podem afetar na vida da pessoa e explique que é importante iniciar o tratamento o mais rápido possível. Nossa sociedade se baseia muito no preconceito contra o alcoólatra por achar que o tratamento é fácil – é só largar – e não entender que se trata de uma dependência, isso torna a tarefa de se assumir dependente mais difícil, por isso preciso compreensão e paciência.

Para definir qual será o tipo de tratamento utilizado, será considerada a gravidade do alcoolismo no indivíduo, sua co-relação com outros transtornos – como a depressão, por exemplo – e quais recursos estão disponíveis a ele em sua comunidade. Muitas pessoas procuram tratamento em outras cidades por não se encaixar nos limites e condições de tratamento providos pelo sua. Todavia, são disponibilizados tratamentos especializados em clínicas multidisciplinares, que incluem medicamentos, terapias e atividades específicas para cada grupo.

Normalmente, a maioria dos tratamentos de alcoolismo deve iniciar com a etapa da desintoxicação, que é o processo de retirar o álcool completamente do sangue da pessoa com cuidados para controlar a abstinência. Nessa parte do processo, o médico poderá recomendar medicamentos. É também uma parte importante do processo de tratamento a participação de grupos de apoio, como o AA (Alcoólicos Anônimos). Nesses grupos são respeitadas as histórias e identidades de todos, sob o único objetivo de unir forças para continuar longe do álcool e ter uma vida melhor.

Muitos grupos também são formados com foco no apoio à família do dependente, outra parcela importante no tratamento. A família precisa estar unida e oferecer o apoio que o dependente necessita nesse momento, mas muitas vezes também precisa de ajuda. Para tanto, os grupos atuam como uma ação terapêutica coletiva, onde as histórias serão ouvidas e compartilhadas.






PontoXP © 2006-2019 - Todos os direitos reservados.
Termos de uso | Contato | Anuncie| Assine os FEEDS RSS!