PontoXP.com - Dicas e Informações Gerais.





CUIDADOS COM O GEL CRIOGÊNICO, QUAIS CONTRAINDICAÇÕES?

Autor: Textual Conteúdo
Publicado em: Saúde

CUIDADOS COM O GEL CRIOGÊNICO

O gel criogênico hoje é comumente usado para o tratamento estético crioterapia. Entretanto, esse tratamento tem algumas contraindicações e é preciso tomar alguns cuidados com o gel criogênico para evitar problemas maiores para sua saúde.

As contraindicações da crioterapia estética incluem doenças de pele, como urticária, por exemplo, infecções na pele, gravidez, após uma cirurgia, doença do sistema imune, doenças do coração e câncer. Indivíduos obesos não são aconselhados a fazer essa técnica, pois ela apenas combate a gordura localizada, não o excesso de peso.

O gel criogênico é usado na crioterapia, que se trata de um recurso fisioterapêutico com ação anti-inflamatória que usa baixas temperaturas ou gelo, também sendo muito utilizada na estética com a intenção de diminuir a gordura localizada. Por isso, o cuidado com o gel criogênico é fundamental, pois quando a técnica é utilizada de forma inadequada, pode agravar doenças de pele e causar má circulação, por exemplo. Veja quais são os cuidados que devem ser tomados nesse procedimento.

Principais cuidados com o gel criogênico

O principal cuidado com o procedimento é não realizar a crioterapia em situações como: Ferida aberta; Pós-cirúrgico imediato; Infecções; Má circulação sanguínea; Doença imunológica; Hipotireoidismo; Psoríase; Doença cardíaca; Tratamento para o câncer; Alergia ao frio.

Além disso, a crioterapia estética, que serve para combater gordura localizada, não deve ser realizada em indivíduos obesos, pois a técnica apenas ajuda a eliminar a gordura localizada, não tratando a obesidade. O gel criogênico também é usado para o tratamento de verrugas, em medicamento que é vendido em farmácias sem qualquer regulamentação, baseado no tratamento à base de nitrogênio para matar as células ao redor da verruga e impedindo o crescimento do vírus causador.

Esse tipo de tratamento só deve ser usado por médicos, com um aparelho apropriado que forneça a temperatura de crio adequada. A avaliação do profissional é indispensável, pois o remédio tem contra-indicações. Usuários de anticoagulantes, por exemplo, não devem se submeter a esse procedimento, sob o risco de formação de bolhas de sangue. A aplicação feita por conta própria também torna mais difícil o tratamento correto que deverá ser feito posteriormente. As lesões podem aumentar ou expandir-se, caso a aplicação seja feita no tempo errado.

Entre as consequências do uso incorreto, estão as queimaduras na pele, bolhas, manchas, infecções secundárias e indicação incorreta do tratamento. Esse tipo de automedicação pode inclusive atrasar e atrapalhar o diagnóstico e tratamento correto de uma dermatose potencialmente perigosa, como o câncer da pele, por exemplo.

O criogênico tem uma ação de refrigeração, que atua produzindo frio. Esta sensação desencadeia um estímulo positivo sobre o sistema linfático, ajudando a eliminar as toxinas e excesso de ácidos graxos. O gel criogênico pode ser aplicado em toda a área afetada pela celulite, principalmente nos membros inferiores, que podem ser edematosa ou inflamada. Esse fluido criogênico tratamento à base de gel pode ser utilizado em combinação com outras técnicas, tais como: a drenagem linfática e a pressoterapia.






PontoXP © 2006-2019 - Todos os direitos reservados.
Termos de uso | Contato | Anuncie| Assine os FEEDS RSS!