PontoXP.com - Dicas e Informações Gerais.





TIPOS DE EMPREGO PARA QUEM ESTUDA BIBLIOTECONOMIA

Autor: Textual Conteúdo
Publicado em: Empregos

TIPOS DE EMPREGO PARA QUEM ESTUDA BIBLIOTECONOMIA

Os tipos de emprego para quem estuda biblioteconomia estão especialmente nas áreas de análise da informação, gestão, consultoria, ensino e normatização. No segmento da análise, o bibliotecário tem a função de avaliar, eleger, qualificar e indexar materiais diversos, que podem ser documentos, livros, partituras musicais, fotografias e mesmo fitas de vídeo e de áudio, bem como arquivos digitais.

No ramo da gestão de serviços de informação, o profissional tem a capacidade de planejamento, organização e administração do material que deve armazenar. Ele pode ficar disposto em bibliotecas, museus ou redes. Outros tipos de emprego para quem estuda biblioteconomia são em sistemas e serviços de documentação e informação, que funcionam em centros de documentação, de pesquisas, culturais ou mesmo em arquivos pessoais.

Jornais e outros meios de comunicação também possuem os seus documentos, que devem ser armazenados por um bibliotecário. Já na área de consultoria e coordenação, esse profissional vai coordenar a criação de um novo acervo, com o adequado arquivamento de documentos, bem como a melhor maneira de conservar os mesmos.

Esse trabalho pode ser realizado junto a instituições públicas, empresas privadas ou banco de dados. No segmento do ensino, o bibliotecário que se forma em licenciatura está apto a dar aulas no ensino técnico-profissionalizante.

Mais tipos de emprego para quem estuda biblioteconomia

Outro campo de atuação é na gestão do conhecimento, que se dá por meio da sistematização do conhecimento acumulado, seja dentro de uma ONG, organização, empresa ou numa associação ou instituição educacional. O objetivo é estimular a divulgação.

Normatização é mais uma área de atuação que o profissional formado em biblioteconomia pode abraçar, ao desenvolver bases de dados e realizar a sua manutenção apelando para o emprego de normas internacionais. A ISO é uma delas.

Além de curso superior em biblioteconomia, para trabalhar na profissão, é preciso de registro junto ao Conselho Regional de Biblioteconomia. A profissão, que é regulamentada pela Lei nº 4.084, de 30 de junho de 1962, costuma oferecer um salário médio inicial de R$ 1,6 mil. Com alguns anos de atuação, esse valor sobe para até R$ 8 mil. Quando o profissional chega ao auge da sua carreira, com 20 anos de experiência, pode ter um salário que chega a R$ 14,7 mil.

No início da sua atuação no mercado de trabalho, é comum que o recém-formado seja contratado para executar funções como classificação, catalogação, organização de banco de dados, bem como indexação de informações. Com cada vez mais experiência, o bibliotecário começa a ocupar cargos que exigem maior responsabilidade. Por isso, é a hora de realizar treinamentos e fazer supervisões a outros profissionais.

Outra oportunidade é ser contratado para organizar um centro de documentação de empresas. Esses locais são requeridos, principalmente, por escritórios de advocacia e empresas de grande porte.




Assine e Receba Novidades GRÁTIS por e-mail!

Confirme sua inscrição no link que receberá por e-mail


Recomendamos para você

Receba Novidades Grátis

Últimos Artigos:




PontoXP © 2006-2016 - Todos os direitos reservados.
Termos de uso | Contato | Anuncie| Assine os FEEDS RSS!