PontoXP.com - Dicas e Informações Gerais.





QUANDO E COMO SACRIFICAR UM ANIMAL DE ESTIMAÇÃO

Autor: Textual Conteúdo
Publicado em: Saúde

QUANDO E COMO SACRIFICAR UM ANIMAL DE ESTIMAÇÃO

QUANDO E COMO SACRIFICAR UM ANIMAL DE ESTIMAÇÃO – Ver seu animal de estimação sofrer com a velhice ou alguma doença grave é doloroso também para você e para sua família, e aí começa o questionamento: é preciso sacrificar o animal? Doenças, lesões e a velhice são todos problemas irreversíveis que farão, mais cedo ou mais tarde o seu pet partir, mas por ser uma parte da sua família, a decisão de tirar a vida do animal antes de sua hora chegar naturalmente pode ser muito complicada. Outra preocupação nesse momento também é a escolha do lugar que executará a tarefa de maneira correta, respeitando os últimos momentos do seu animalzinho. Antes de tomar uma decisão tão importante, saiba quando e como sacrificar um animal de estimação:

Saiba quando e como sacrificar um animal de estimação

Tire um tempo para avaliar primeiro a qualidade de vida do seu animal. Observe sinal que ele pode dar de sofrimento e desconforto com sua condição ou doença. Se ele estiver demonstrando sinais de dor, como no caso de artrites, que causa dores no cão que chega a velhice, talvez seja a hora de cancelar seu sofrimento, pois com o tempo ele não será capaz até mesmo de se mover.

Avalie também os instintos de proteção que ele tem, veja se ele está comendo por si só, ou se precisa de um incentivo para isso. Tente alimentos diferentes para ver se a doença causou algum tipo de alteração no apetite dele, ficar sem comer por piorar a condição do seu pet que pode fizer desnutrido.

É preciso avaliar também se ele ainda está hidratado, os principais sinais são: se ele bebe água e urina frequentemente. Assim como os seres humanos, a liberação de líquidos é importante para que o organismo dos animais funcione bem e diminua os riscos de infecção de bexiga ou dos rins, que podem ser perigosas para um cão doente.

A mesma avaliação deve ser feita em relação a frequência com que seu animal defeca, e se ele tem sofrido de ataques de diarreia ou prisão de ventre. Evacuações normais pode ser um sinal de recuperação dependendo do problema dele.

Ele ainda interage e fica animado com a presença dos donos ou de outros animais? Deixar de reconhecer as pessoas mais próximas dele pode ser um sinal de consciência fraca ou até de cegueira ou surdez para os pets mais velhos. Os animais podem se adaptar a este tipo de condição, mas a morte acabará vindo complicações dela, já que o animal perde o interesse por convivência e estímulos e pode até deixar de comer.

Como sacrificar?

Se não há mesmo alguma solução que possa devolver a saúde do seu bichinho e a família decidir por sacrificar, a melhor opção é eutanásia. É bom procurar um veterinário que possa recomendar clínicas que façam o trabalho da maneira correta, afinal o que você menos quer é causar mais sofrimento para seu bichinho nesse momento de sofrimento para ele.






PontoXP © 2006-2018 - Todos os direitos reservados.
Termos de uso | Contato | Anuncie| Assine os FEEDS RSS!