PontoXP.com - Dicas e Informações Gerais.





QUAL A RELAÇÃO ENTRE DIETAS RESTRITIVAS E COMPULSÃO ALIMENTAR

Autor: Textual Conteúdo
Publicado em: Saúde

QUAL A RELAÇÃO ENTRE DIETAS RESTRITIVAS E COMPULSÃO ALIMENTAR

Por serem duas coisas, aparentemente, tão distantes as pessoas podem nem imaginar qual a relação entre dietas restritivas e compulsão alimentar. No entanto, existe sim um ponto em comum, sendo importante saber qual é ele para evitar que uma dieta rigorosa leve a distúrbios alimentares.

As dietas restritivas, aquelas que eliminam um tipo de alimento do cardápio totalmente, são negativas de uma série de formas. Elas também se caracterizam pela pouca quantidade de alimentos e pelas várias horas sem comer. Além de geralmente não darem certo frustram as pessoas que não conseguem atingir as metas prometidas.

Isso porque a verdade é que a melhor dieta e que realmente funciona e tem resultados duradouros é a reeducação alimentar. Além disso, nem todo mundo emagrece com o mesmo tipo de dieta, já que os resultados estão condicionados às necessidades nutricionais de cada pessoa, como o seu metabolismo e hormônios funcionam, qual o seu biotipo e outros fatores.

Como se tudo isso não bastasse para as dietas restritivas serem más opções a linha que as separam da compulsão alimentar é tênue. Isso acontece porque quando o organismo está habituado a um tipo de cardápio, ele sofre com a mudança drástica na alimentação.

Quem come bastante e, de um dia para o outro, ingere muito menos alimentos, vai confundir o organismo, que vai pensar que a pessoa está comendo menos porque estão faltando alimentos. Assim, tão breve termina a dieta restritiva, o organismo vai querer compensar o que não foi consumido durante a dieta, podendo desencadear a compulsão alimentar.

Mais sobre qual a relação entre dietas restritivas e compulsão alimentar

Em geral, as dietas restritivas não são aconselhadas a durarem mais de um mês, outras não devem ultrapassar uma semana. Caso contrário, o organismo padecerá com a falta do nutriente que não é consumido nas quantias necessárias para o seu bom funcionamento.

Por isso se fala da ineficiência das dietas restritivas, não se deve prolongar o seu cardápio por muito tempo e nem se conseguiria. Mesmo quem perdeu os quilos prometidos provavelmente vai ganhar todos eles de volta ou até mais, mesmo se não sofrer de compulsão alimentar e comer mais do que deveria. Mas porque o organismo sentindo que está com falta de nutrientes vai sugar dos alimentos toda a energia que eles podem oferecer.

Esse é o efeito rebote, quando os quilos perdidos são logo adquiridos. Além disso, a compulsão alimentar pode ter origem no final de uma dieta restritiva porque a pessoa está ansiosa e estressada, o que é comum ocorrer durante uma dieta pobre em nutrientes. Isso porque com o emocional abalado comer em exagero se torna a válvula de escape para se sentir melhor.




Assine e Receba Novidades GRÁTIS por e-mail!

Confirme sua inscrição no link que receberá por e-mail


Recomendamos para você

Receba Novidades Grátis

Últimos Artigos:




PontoXP © 2006-2016 - Todos os direitos reservados.
Termos de uso | Contato | Anuncie| Assine os FEEDS RSS!