PontoXP.com - Dicas e Informações Gerais.





PLAQUETAS BAIXAS, CAUSAS, O QUE FAZER, DICAS

Autor: Textual Conteúdo
Publicado em: Saúde

PLAQUETAS BAIXAS, CAUSAS, O QUE FAZER, DICAS

PLAQUETAS BAIXAS NO SANGUE – Nos exames de sangue, entre tantas informações que são encontradas, está o número de plaquetas, as quais são importantes para o processo de coagulação do sangue, que impedem uma hemorragia. Para tanto, o nível adequado de plaquetas varia de 150.000 a 450.000 por mililitro cúbico em pessoas adultas e saudáveis. Em caso de plaquetas baixas, entretanto, é preciso avaliar o que está de errado.

Para entender melhor, vale lembrar que as plaquetas são células sanguíneas produzidas na medula óssea. Além disso, a qualidade das plaquetas também é essencial, caso contrário, podem diagnosticar problemas como Doença de Von Willebrand, Síndrome de Scott, Trombastenia de Glanzmann e a Síndrome de Bernard-Soulier. Já quanto às plaquetas baixas elas podem significar muitas situações, entre elas:

– Púrpura trombocitopênica idiopática;

– Uso de medicamentos;

– Grávidas com síndrome Hellp;

– Anemia perniciosa;

– Infecção ativa;

– Leucemia;

– Hiperesplenismo;

– Hemorragia;

– Lúpus;

– Coagulação intravascular disseminada.

As plaquetas aumentadas também podem registrar problemas, entre eles: leucemia, linfoma, tumor sólido, Policitemia Vera, Pós-esplenéctomia (retirar o baço), artrite reumatoide, anemia ferropriva e síndrome urêmica hemolítica.

Dicas para como aumentar plaquetas

Existem formas de como aumentar plaquetas através da alimentação, sem a necessidade de remédios, claro, tudo vai depender do caso. Os alimentos podem, em especial, ajudar a prevenir os problemas de níveis alterados das plaquetas no sangue.

Frutas cítricas, ovos e fígado são alguns dos alimentos aliados na hora de chegar ao nível adequado de plaquetas no sangue, uma vez que são fontes de ferro, nutriente que impulsiona a produção de células do sangue. Outra dica é usar óleo de fígado de bacalhau ou semente de linho, os quais fortalecem o sistema imunológico e, por consequência, reduzem a inflamação, favorecendo a circulação.

Já o consumo de folhas verdes e legumes, além de também serem ricos em ferro, fazem crescer o nível de hemoglobina do sangue. Enquanto isso, os tomates são fontes de vitaminas e minerais e têm forte ação antioxidante. No entanto, o melhor é sempre optar pelos alimentos orgânicos, que são livres de veneno, inclusive, o tomate, que junto com o pimentão são os campeões em receber agrotóxico nas plantações convencionais.

Outros alimentos que ajudam a manter os níveis ideais de plaquetas são espinafre, couve e brócolis, além de banana, laranja, uva e amora que possuem vitamina K. O leite e produtos lácteos também são importantes, por serem fontes naturais de cálcio, o qual mantem a saúde da medula óssea.

loading...





PontoXP © 2006-2017 - Todos os direitos reservados.
Termos de uso | Contato | Anuncie| Assine os FEEDS RSS!