PontoXP.com - Dicas e Informações Gerais.





O QUE FAZER DURANTE CRISES DE ASMA

Autor: Textual Conteúdo
Publicado em: Saúde

No funcionamento do organismo humano, a respiração é a única função fisiológica sem a qual não é possível viver por mais que alguns minutos. O ar depende da traqueia para chegar aos nossos pulmões. O problema é que para a pessoa que sofre de asma, por conta da ação de substâncias irritantes ou até mesmo mudanças na temperatura, a entrada de ar e também a saída dos pulmões acaba sendo comprometida. A crise de asma se caracteriza pela falta de ar, uma tosse com produção de muco e ainda chiado no peito. A asma, infelizmente, ainda não tem cura, entretanto, existem tratamentos que podem ajudar a amenizar os sintomas e evitar as crises. Mas no caso de não ser evitada, é preciso saber o que fazer durante crises de asma.

Como acontecem as crises de asma

As crises de asma começam de uma hora para outra e até mesmo para quem já sofre do problema há anos, é sempre motivo de preocupação e cautela. Isso porque a crise asmática é hoje uma das principais causas clínicas que levam pacientes a consultas de emergências, chegando a vários a terminar com a morte da pessoa.

O QUE FAZER DURANTE CRISES DE ASMA

Entretanto, existem vários fatores que podem influenciar na gravidade da crise, já que de modo geral, elas costumam ser leves e possíveis de serem controladas com doses baixas de broncodilatadores. Já nos casos mais graves, pode se fazer necessária a internação em unidade intensiva de terapia e até mesmo o uso de um respirador artificial.

Se a crise asmática for interrompida a tempo, a chance de evoluir para um caso mais grave é muito pequena. Por isso, quem sofre de asma precisa estar atento e apto a reconhecer os sinais da crise já em sua fase inicial e saber o que fazer durante crises de asma, usando o medicamento recomendado pelo médico.

Como identificar e o que fazer durante crises de asma

Os primeiros sintomas costumam ser um desconforto respiratório e tosse seca. Podem ocorrer na sequência chiados no peito, falta de ar e até a dificuldade para falar frases longas. Se os sintomas evoluírem para mãos arroxeadas, falta de ar em repouso e sudorese difusa, é porque o caso já assumiu gravidade extrema, necessitando um atendimento de emergência.

Existe também um aparelho que mede o pico do fluxo respiratório, que pode ajudar no reconhecimento da crise. Os aparelhos são portáteis e podem ser usados todos os dias para monitorar a situação da pessoa que apresenta um quadro de asma moderada ou grave. Mesmo na ausência de sintomas, se o aparelho apresentar um pico que caiu mais de 30%, isso já representa uma crise.

Quando a crise for reconhecida, é preciso interrompê-la, o que pode ser feito com o uso dos broncodilatadores de ação curta, como salbutamol e fenoterol ou a combinação destes com bromento de ipatrópio, por via inalatória, seja em spray ou nebulização. Salmeterol, formoterol, aminofilina e teofilina apesar de excelentes broncodilatadores não devem ser utilizados na crise asmática, pois o efeito é demorado.

loading...





PontoXP © 2006-2017 - Todos os direitos reservados.
Termos de uso | Contato | Anuncie| Assine os FEEDS RSS!