PontoXP.com - Dicas e Informações Gerais.





O QUE FAZER DIANTE DE DIABETES INFANTIL

Autor: Textual Conteúdo
Publicado em: Saúde

O QUE FAZER DIANTE DE DIABETES INFANTIL

Embora não seja muito comum, o diabetes é detectada também em crianças e adolescentes, deixando os pais preocupados com a alimentação e alguns hábitos dos pequenos. Crianças e adolescentes costumam adquirir a diabetes tipo 1 (DM1), caracterizada pela diminuição ou pela ausência de produção de hormônio insulina pelo pâncreas. Há também casos de diabetes tipo 2 entre os jovens, que é associado diretamente com a obesidade, que faz com que a insulina produzida pela criança não tenha ação suficiente. Então, o que fazer diante de diabetes infantil?

É uma situação delicada, mas possível de ser contornada. Para isso, os médicos utilizam um tratamento baseado no tripé: automonitorização (reposição controlada de insulina), dieta saudável e exercícios físicos regulares. Além de, é claro, a participação e incentivo por parte dos pais e da família.

Veja abaixo o que fazer diante de diabetes infantil

1. Automonitorização

A automonitorização é feita para que, a partir da glicemia capilar, seja possível fazer uma insulinoterapia, que é a aplicação da insulina no corpo da criança. O primeiro procedimento é feito por um teste sanguíneo, a partir de uma gota de sangue obtida da ponta do dedo e aplicada num aparelho chamado glicosímetro, que lê a glicemia de forma imediata.

No início do tratamento, é necessário repetir o procedimento de automonitorização da glicemia capilar em diversos horários do dia. Os períodos recomendados são: em jejum pela manhã, antes de cada refeição do dia e antes de se deitar, para comparar as mudanças com o ajuste da dose de insulina.

A aplicação da insulina deve ser feita via subcutânea, e não via oral, aplicada por seringa, para obter os efeitos necessários. Para crianças com medo de agulha, é bom começar a acostumá-las e explicar que o procedimento é necessário para seu bem. Além disso, esteja sempre ao lado do pequeno na hora da aplicação da insulina e retirada da gota de sangue, para não deixar que o pimpolho se machuque ao tentar escapar da agulha, além de dar força e incentivo para que continue no procedimento.

Se as aplicações acontecerem durante seu horário de trabalho, ou na estadia da criança na escola, converse com pessoas de confiança que possam realizar o procedimento no seu lugar. Na escola, é bom ter uma recomendação do médico explicando a importância do procedimento.

2. Dieta saudável

A alimentação da criança deve ser equilibrada. Por isso, foque em todos os elementos necessários, adicionando carboidratos, proteínas, legumes, verduras, leite e derivados e frutas no prato do seu filho diariamente. É uma forma de equilibrar os níveis de insulina no corpo.

3. Atividades físicas

Muito além da função física de aumentar a sensibilidade à insulina e facilitar o controle do diabetes, os exercícios físicos podem ser uma forma de terapia para as crianças, que ficaram ocupadas e mais incentivadas à prática. Deixe a criança escolher a atividade, de preferência algum esporte que a atraia. Isso é uma forma de fazer com que a atividade seja praticada de forma regular, e que a criança não enjôe ou canse dos exercícios praticados.

Pronto, agora você sabe como agir quando crianças tiverem diabetes.




Assine e Receba Novidades GRÁTIS por e-mail!

Confirme sua inscrição no link que receberá por e-mail


Recomendamos para você

Receba Novidades Grátis

Últimos Artigos:




PontoXP © 2006-2016 - Todos os direitos reservados.
Termos de uso | Contato | Anuncie| Assine os FEEDS RSS!