PontoXP.com - Dicas e Informações Gerais.





O QUE É NEOFOBIA ALIMENTAR

Autor: Textual Conteúdo
Publicado em: Saúde

O QUE É NEOFOBIA ALIMENTAR

Se os pediatras tiverem que listar as reclamações mais comuns feitas pelas mães, a frase: “Doutor, meu filho não come” seria a mais comum de todas. A maioria das crianças passa por aquela fase de olhar com cara feia para todos os alimentos que lhes são oferecidos e nem tentar provar. O que poucas mães sabem é que essa mania, que atrapalha tanto a nutrição dos pequenos, tem nome: é a neofobia. Além de saber o que é neofobia alimentar, toda mãe deve conhecer as formas de resolver esse problema.

É preciso ter muito cuidado e atenção com os pequenos, para que essa fase não se torne um hábito de recusar comida, e para que eles superem isso e possam aproveitar todos os benefícios de uma alimentação rica em legumes, verduras, proteínas e carboidratos necessários para o crescimento forte e saudável de seus corpos.

Agora que você sabe o que é a neofobia alimentar, confira como tratar o problema

1. Supere a birra

Apesar da relutância em comer, não se pode desistir de oferecer a comida, para que a criança conheça a importância do alimento por meio de sua insistência. O estímulo para o consumo de verduras, legumes e frutas auxilia as crianças a formarem um hábito alimentar mais saudável depois que essa fase da fobia passar, pois elas já terão entendimento da existência e importância desses alimentos.

2. Atraia a fome pelo olhar

Tente servir um prato bem-arrumado e, principalmente, bastante colorido, para chamar a atenção da criança, ao menos de forma visual. Crie também as receitas de verduras e legumes em diferentes formas e preparações. Combine essas formas criando formatos de rosto, ou cenários no próprio prato.

Incentive também a participação da criança na criação dos pratos, desde o momento de corte e preparo (claro, com total supervisão sua e de mais um ajudante, para não arriscar a proteção da criança mexendo com os utensílios de cozinha), até o momento de distribuição no prato e criação dos cenários.

3. Dê exemplo

As expressões e reações dos pais também são importantes na determinação da criança sobre ela ter gostado ou não do alimento e se quer comê-lo. Se eles fizerem cara feia para o cheiro ou mesmo para o prato, ou simplesmente atacarem a decisão de não quererem comer, ela repetirá a atitude achando que tem razão em eliminar a refeição. É preciso ser persistente e mostrar que as refeições caracterizam momentos importantes no lar e para a saúde da criança.

4. E o método da recompensa?

Sabe aquela tática de oferecer uma sobremesa ou um copo de refrigerante somente se a criança comer o prato de comida? Pois é, essa estratégia não é muito recomendada. Esse recurso não desenvolve o gosto da criança pelo alimento, ao contrário, só faz ela ter mais desgosto em comer, por ver a refeição como um obstáculo para o que realmente deseja.

Agora é só aplicar as dicas acima e esperar pelo fim da neofobia alimentar.




Assine e Receba Novidades GRÁTIS por e-mail!

Confirme sua inscrição no link que receberá por e-mail


Recomendamos para você

Receba Novidades Grátis

Últimos Artigos:




PontoXP © 2006-2016 - Todos os direitos reservados.
Termos de uso | Contato | Anuncie| Assine os FEEDS RSS!