PontoXP.com - Dicas e Informações Gerais.





NARCOLEPSIA, O QUE É, SINTOMAS E TRATAMENTO

Autor: Textual Conteúdo
Publicado em: Saúde

Narcolepsia é uma doença em que o paciente dorme excessivamente durante o dia, até quando se dorme normalmente à noite. Trata-se, portanto, da ocorrência de ataques de sono em que a pessoa pode cair no sono a qualquer instante, não importa qual seja a condição (de pé, no ônibus, dirigindo, etc.). Confira a seguir todas as informações sobre narcolepsia, o que é, sintomas e tratamento da doença.

Como o corpo age durante a narcolepsia

O sono das pessoas que dormem a quantidade necessária para repor as energias começa a partir do desligamento do controle muscular, fase caracterizada por um sono de ondas lentas. Após aproximadamente 1h30, as pessoas entram na etapa do sono denominada REM (Movimento Rápido dos Olhos), em que a atividade cerebral passa a ser mais intensa (motivo pelo qual os olhos se movem nesse período do sono). Quem sofre de narcolepsia pula a fase do sono de ondas lentas e vai diretamente para o estado de REM.

NARCOLEPSIA, O QUE É, SINTOMAS E TRATAMENTO

O que causa a narcolepsia

Esse distúrbio do sono é gerado por fatores genéticos, uma vez que há uma alteração no equilíbrio entre determinados neurotransmissores do cérebro, os quais provocam o surgimento do sono REM em momentos inapropriados.

Outras causas da narcolepsia também estão relacionadas a fatores como: pancreatite, que consiste em uma inflamação no pâncreas; ingestão excessiva de bebidas alcoólicas; entre outros.

Sintomas da narcolepsia

Quem tem narcolepsia pode ser identificado em função de sonolência diurna anormal e até de paralisia muscular e alucinações hipnagógicas. O diagnóstico depende de uma polissonografia e de um teste de latências múltiplas.

Tratamento e precauções

Os pacientes com narcolepsia costumam ser tratados com remédios específicos. É o caso de uma substância conhecida como motofanil, que não gera efeitos colaterais drásticos para o sistema cardiovascular e é bastante eficiente para que as pessoas fiquem em estado de alerta durante o dia e não durmam subitamente. Existem ainda antidepressivos que contribuem, além da combinação de doses menores de estimulantes e antidepressivos.

As precauções contra a narcolepsia incluem a organização de sua rotina diária, a fim de separar um tempo para poder cochilar e reduzir a probabilidade de cair no sono. Há ainda cuidados que devem ser colocados em prática para quem precisa se deslocar constantemente de um lugar a outro ou tem que utilizar equipamentos como máquinas. Tais pessoas devem reavaliar suas opções, escolhendo ônibus em vez de dirigir, por exemplo.

Para finalizar, vale ressaltar o problema social causado pelo desconhecimento diante de quem tem narcolepsia, pois muitas pessoas ainda acreditam que tal distúrbio não passa de uma desculpa para dormir durante o dia.






PontoXP © 2006-2018 - Todos os direitos reservados.
Termos de uso | Contato | Anuncie| Assine os FEEDS RSS!