PontoXP.com - Dicas e Informações Gerais.





MITOS SOBRE SEXO NA GRAVIDEZ

Autor: Textual Conteúdo
Publicado em: Engravidar ,Saúde

MITOS SOBRE SEXO NA GRAVIDEZ

Existem alguns mitos sobre sexo na gravidez que sempre atrapalham os pais na hora de saber se podem ou não ter relações sexuais quando a mulher inicia uma gestação. No entanto, especialistas garantam que até a chegada do bebê os pais podem fazer sexo sem neuras, pois é bom e importante para o casal.

Porém, isso se aplica à gravidez saudável, que não seja de risco e nem apresente quadros fora da normalidade. Dessa forma, é importante identificar quais são os sinais de que alguma coisa não vai bem na gestação ou que ao menos é preciso consultar o médico. Exemplos disso são os sangramentos, inclusive, nos três primeiros meses de gravidez.

Além disso, se for detectada uma fase de risco da gravidez, é apenas por esse período aconselhado que o casal não mantenha relações sexuais, devido ao esforço que exige de ambos. Porém, passado esse período e estando tudo bem, o casal pode voltar à normalidade em relação a sua vida sexual.

Outros casos em que pode ser indicada a abstinência sexual são quando existe uma ameaça de aborto ou parto prematuro. Porém, não necessariamente o sexo será proibido ao longo dos nove meses, vai depender de cada situação.

Por isso, ao contrário de alguns mitos sobre sexo na gravidez as relações íntimas entre o casal não afetam e nem prejudicam o desenvolvimento do feto, até porque ele está muito bem protegido dentro do útero.

Por que há tantos mitos sobre sexo na gravidez?

Talvez por ser um tema cercado de tabus, muitas pessoas propagam mitos que podem atrapalhar uma gestação saudável e tranquila. Por exemplo, há também o mito de que o bebê pode identificar que os pais estejam transando, devido aos movimentos do corpo da mãe. Embora seja verdade que a partir do sexto mês de gravidez o bebê comece a perceber melhor os estímulos externos, ele vai sentir apenas os estímulos mecânicos, como se a mãe estivesse caminhando ou fazendo movimentos cotidianos.

Já as posições sexuais essas sim devem mudar com o passar da gestação, inclusive, quando o útero começar a crescer, a fim de não pressionar a barriga. Além disso, a mulher tem que se manter em uma posição confortável, bem como atentar a sua postura já que com a gestação avançada as dores nas costas aumentam.

Uma dica de posição sexual para o casal é a chamada posição colher, a popular de ladinho, com o homem atrás. A mulher também pode ficar sentada sobre o parceiro, controlando melhor os seus movimentos. Caso prefiram a posição papai-mamãe, é preciso que o homem se mantenha com a coluna mais elevada, para não comprimir o abdômen da mulher.

Já ao final da gestação, o sexo pode provocar contrações no útero, o que é um problema ainda maior se existe risco de parto prematuro. Outros casos em que é indicada a abstinência na reta final são quando a mulher tem dilatação do colo do útero ou está grávida de mais de uma criança, pois a contração pode antecipar o parto.




Assine e Receba Novidades GRÁTIS por e-mail!

Confirme sua inscrição no link que receberá por e-mail


Recomendamos para você

Receba Novidades Grátis

Últimos Artigos:




PontoXP © 2006-2016 - Todos os direitos reservados.
Termos de uso | Contato | Anuncie| Assine os FEEDS RSS!