PontoXP.com - Dicas e Informações Gerais.





MITOS E VERDADES SOBRE VASECTOMIA

Autor: Textual Conteúdo
Publicado em: Engravidar ,Saúde

MITOS E VERDADES SOBRE VASECTOMIA

A vasectomia é um dos mais conhecidos métodos contraceptivos. Essa opção é recomendada por urologistas somente quando o homem em idade reprodutiva já possui família constituída. Entretanto, apesar de ser bastante conhecido, esse método ainda desperta muito medo em vários homens, resultado de desinformação, que deve ser combatida a partir de esclarecimentos de mitos e verdades sobre vasectomia.

Há muitos homens que não fazem o procedimento por causa de informações que assustam o sexo masculino, como o medo de ficar impotente após a cirurgia. A melhor forma de superar esses receios, que tendem a ser infundados, é buscar esclarecimentos que desmistifiquem o procedimento. Pensando nisso, separamos uma lista com mitos e verdades sobre vasectomia.

Principais mitos e verdades sobre vasectomia

1. Sobre a cirurgia: a vasectomia é um procedimento muito simples, ainda mais quando comparado à cirurgia equivalente feminina, que é o ligamento das trompas nas mulheres. A cirurgia da vasectomia consiste em cortar os canais deferentes, responsáveis por transportar o esperma, do testículo para a uretra. Depois do corte, as duas extremidades são amarradas. Com a interrupção desses dutos, o sêmen fica sem espermatozoides.

2. Vasectomia e esterilização completa: na teoria, a vasectomia é um procedimento com possibilidade de reversão. As opções de controle de natalidade para as mulheres são grandes. Elas podem escolher entre pílulas, emplastros, injeções, DIU, entre vários outros métodos. Porém, além do preservativo, a vasectomia é o procedimento da medicina moderna que chegou mais próximo da eficiência total na contracepção masculina. É uma cirurgia que tende a ter resultados definitivos, mas que, em função da evolução da técnica cirúrgica, pode ser revertida.

3. Vasectomia e masculinidade: esse procedimento cirúrgico tende apenas a controlar a reprodução, agindo como método contraceptivo, sem ter qualquer interferência na masculinidade do paciente em questão. A vasectomia não interfere na potência ou na performance sexual do homem.

4. Vasectomia e impotência sexual: depois da realização da cirurgia, o homem continua ejaculando normalmente e mantém sua libido. A única mudança é que o líquido seminal não contém nenhum espermatozoide. Esse continua sendo um dos principais mitos relacionados ao procedimento da vasectomia, já que os boatos afirmando que os homens submetidos à cirurgia irão perder sua masculinidade e ficarão impotentes são disseminados constantemente. O líquido seminal masculino vem das vesículas seminais, e não dos canais deferentes, que serão cortados durante o procedimento.

5. Procedimento reversível: apesar de ser considerada como uma forma permanente de método contraceptivo, a vasectomia pode ser revertida em alguns casos, como citamos anteriormente. Mas como ocorre essa reversão? Bem, isso acontece com um procedimento conhecido como vasovasostomia, que tem mais chances de ser bem-sucedida se for realizada até 10 anos depois da cirurgia original. Procedimentos como a reversão são comuns em casos de novo casamento, morte de um filho ou mesmo melhora da condição financeira.

6. Dores pós-cirurgia: outro mito relacionado ao procedimento é que o homem sentirá dor no pênis durante uma relação sexual. Inicialmente, o paciente sentirá diferença, especialmente na região escrotal, mas sem configurar dor. No momento da relação, o homem não sentirá qualquer dor no pênis, prevalecendo a sensação habitual de prazer.

Pronto, agora não há motivos para não se sujeitar a uma vasectomia.




Assine e Receba Novidades GRÁTIS por e-mail!

Confirme sua inscrição no link que receberá por e-mail


Recomendamos para você

Receba Novidades Grátis

Últimos Artigos:




PontoXP © 2006-2016 - Todos os direitos reservados.
Termos de uso | Contato | Anuncie| Assine os FEEDS RSS!