PontoXP.com - Dicas e Informações Gerais.





MITOS E VERDADES DA PÍLULA ANTICONCEPCIONAL

Autor: Textual Conteúdo
Publicado em: Saúde

MITOS E VERDADES DA PÍLULA ANTICONCEPCIONAL

Um dos assuntos que mais rende em rodas de conversa femininas é o uso da pílula anticoncepcional. O medicamento que previne, entre outras coisas, a gravidez, ainda gera muitas dúvidas. Sendo assim, desvendar mitos e verdades da pílula anticoncepcional e as reações do organismo a ela é indispensável para a sua saúde e para não passar vergonha ao falar bobagem em conversas com mulheres.

Desde a primeira pílula anticoncepcional, Enovid-R, lançada nos anos 60, a vida sexual das mulheres tornou-se mais independente e com menos preocupações referentes a uma eminente maternidade indesejada. Claro que, no início, a novidade gerou muita polêmica. As primeiras pílulas lançadas no mercado continham altas doses de estrogênio, que provocavam efeitos colaterais. Por isso, algumas mulheres aprendem desde cedo que o método anticonceptivo pode ser perigoso e não benéfico.

Entretanto, o conhecimento sobre mitos e verdades da pílula anticoncepcional é maior na atualidade, graças à existência de tecnologias mais avançadas, principalmente na área médica. Há muito tempo, as mulheres podem contar com uma gama de opções para cada tipo de corpo, com diversas variações de combinações de compostos, que devem ser indicadas por um ginecologista. Desvende de uma vez por todas as suas dúvidas sobre a pílula, conferindo as informações abaixo.

Mitos e verdades da pílula anticoncepcional

1. Qualquer mulher pode tomar a pílula anticoncepcional

Mito. A pílula anticoncepcional nunca poderá ser escolhida pela própria paciente. É necessário visitar o médico ginecologista para que, por meio de exame, seja possível avaliar se há necessidade de tomar a pílula ou ainda se a mulher pode tomá-la. Tais cuidados ocorrem porque há questões como possíveis reações ao composto de uma determinada marca ou até a idade da mulher, fatores que devem ser considerados antes do início da ingestão de pílulas anticoncepcionais.

2. Só se pode saber se haverá reações ou efeitos colaterais tomando a pílula

Verdade. Mesmo que seu médico escolha a pílula anticoncepcional de melhor composição para você, ainda é possível que você tenha algumas reações a ela. Portanto, só tomando o medicamento para percebê-las. Mas ao menor sinal de reações, entre em contato com o médico que receitou o medicamento.

3. Quanto menos hormônios, melhor

Verdade. As pílulas anticoncepcionais mais indicadas para as mulheres são aquelas com a menor dosagem hormonal possível. Assim, há menos chances de sofrer com os efeitos colaterais no organismo. Porém, isso não é regra, afinal, o que pode ter muito hormônio para uma mulher pode ser a indicação ideal para outra. Portanto, a visita ao médico é fundamental para a escolha menos arriscada.

4. A mulher pode adquirir doenças, como trombose, tomando a pílula

Mito. Esse mito pode ser verdadeiro para mulheres que já têm histórico familiar ou são fumantes. Essas mulheres podem adquirir trombose, dependendo do medicamento consumido. Quem não se encaixa nesse grupo não deve se preocupar com a doença, que costuma aparecer em decorrência de outros motivos, sem alguma relação com o uso da pílula anticoncepcional. Se o médico receitar a pílula correta, a mulher não correrá riscos.

5. Tomar anticoncepcional por muito tempo deixa a mulher infértil

Mito. Muitas mulheres têm medo de tomar a pílula por muito tempo, pois acreditam que, quando pararem, o útero passará por alguma mudança ou terá ficado acostumado com os hormônios que a impediam de engravidar, resultando na impossibilidade de ter filhos. Porém, a pílula anticoncepcional preserva a fertilidade da mulher e ainda protege a mulherada contra o desenvolvimento da endometriose, cisto no ovário que pode gerar um mioma e pólipo uterino, bem como deixar a mulher estéril.

6. A pílula pode interromper o crescimento de pelos pelo corpo e rosto

Verdade. Não acontece com o consumo de todas as pílulas, entretanto, algumas delas geram o efeito de redução da quantidade de pelos pelo corpo. Algumas pílulas são compostas para tal fim ou para melhorar a acne e a oleosidade da pele.

7. É preciso tomar a pílula no mesmo horário todos os dias

Verdade. Como a quantidade de hormônio existente nas pílulas modernas é muito pequena, se a usuária mudar o horário de tomar a pílula todos os dias, haverá uma alteração na quantidade de hormônios no seu corpo, o que irá inibir a formação de um folículo, interferindo na sua eficácia.

Além disso, ter a disciplina do horário ajuda a não esquecer que a pílula deve ser tomada diariamente. A noite é considerada como o melhor horário para que o corpo possa absorver o conteúdo hormonal pelo estômago enquanto a mulher está dormindo, diminuindo os riscos de efeitos colaterais.

8. Tomando a mesma pílula por muito tempo ela não fará mais efeito

Mito. Não é a nova pílula no mercado ou a indicação de uma amiga que devem fazer você mudar a pílula. Se você está se dando bem com o medicamento, não há motivos para trocá-lo. Quanto mais tempo a mulher toma a mesma pílula, melhor esta funcionará como contraceptivo. Você apenas precisa fazer um controle de como está funcionando o anticonceptivo, visitando o médico a cada seis meses ou um ano, de acordo com o que for combinado. Não esqueça que a ingestão de pílulas anticoncepcionais requer muita atenção e disciplina, para garantir resultados satisfatórios.

loading...





PontoXP © 2006-2017 - Todos os direitos reservados.
Termos de uso | Contato | Anuncie| Assine os FEEDS RSS!