PontoXP.com - Dicas e Informações Gerais.





EXAMES OBRIGATÓRIOS PARA GRÁVIDAS

Autor: Textual Conteúdo
Publicado em: Engravidar ,Saúde

EXAMES OBRIGATÓRIOS PARA GRÁVIDAS

Bebês merecem todo cuidado e atenção. A regra é válida também antes do nascimento, quando o feto ainda se forma no útero da mãe. Para garantir que tudo corra bem, existem alguns exames obrigatórios para grávidas, dentro da realização do conhecido pré-natal. Os exames são obrigatórios durante o pré-natal porque é a forma que os obstetras possuem de mapear possíveis doenças, acompanhar alterações no feto e ainda ficar de olho na gestação, prevenindo qualquer eventual problema.

Exames obrigatórios para grávidas garantem gestação saudável

Consultas periódicas são essenciais para uma gravidez saudável, incluindo a realização dos exames obrigatórios para grávidas. Com o início do pré-natal, a gestante recebe uma carteira de identidade, que irá acompanhá-la durante toda a gestação. O médico vai verificar em todas as consultas periódicas o andamento da gestação e os dados da mãe com relação ao início da gravidez. Nisso estão inclusas questões como peso, altura, pressão arterial, pulsação, temperatura, medida da circunferência abdominal, batimentos cardíacos fetais (quando já audíveis), medida da altura uterina e resultado do exame de toque vaginal.

Qual a importância dos exames obrigatórios? A questão fundamental é que com estes dados básicos do pré-natal em mãos, a gestante pode receber um melhor tratamento e encaminhamento no caso de uma emergência. Por isso é fundamental cuidar bem desta carteirinha do pré-natal, porque lá ficarão registradas informações importantes, como as condições do bebê na última consulta e alergias a medicamentos, por exemplo, além de outras informações fundamentais.

Confira quais são os exames obrigatórios para grávidas

– Hemograma completo: com este exame, o médico pode identificar infecções e anemias na gestante. O hemograma precisa ser realizado mensalmente ao longo da gravidez

– Glicemia: Este exame é responsável por detectar diabetes e intolerância a lactose na gestante. Ele precisa ser realizado no início e depois repetido na 26ª semana da gravidez, ocasião em que o corpo se mostra menos propenso a assimilar o açúcar.

– Fator Rh e sistema ABO: é fundamental verificar o tipo de sangue e se o fato Rh da mãe é positivo ou negativo, porque dependendo da combinação entre o tipo do pai e da mãe, existe risco de o corpo da gestante produzir anticorpos contra o sangue do bebê. Com o exame é possível prevenir esta ação do organismo.

– Sorologia para rubéola: esse teste é o que avalia se a mulher apresenta imunidade contra o vírus da rubéola, algo que é bastante grave para o bebê.

– Reação para toxoplasmose: é o que aponta se a gestante já sofreu infecção por conta deste protozoário em alguma ocasião. Este protozoário, o toxoplasma gondii, pode provocar danos na visão e nos nervos do feto.

– Urina: o exame de urina é responsável por verificar se há uma eventual infecção urinária, sendo útil também para detectar proteínas nas gestantes que estão hipertensas, sinalizando a presença de pré-eclampsia.




Assine e Receba Novidades GRÁTIS por e-mail!

Confirme sua inscrição no link que receberá por e-mail


Recomendamos para você

Receba Novidades Grátis

Últimos Artigos:




PontoXP © 2006-2016 - Todos os direitos reservados.
Termos de uso | Contato | Anuncie| Assine os FEEDS RSS!