PontoXP.com - Dicas e Informações Gerais.





DOCUMENTOS PARA MOCHILÃO NA AMERICA DO SUL

Autor: Textual Conteúdo
Publicado em: Viagens

DOCUMENTOS PARA MOCHILÃO NA AMERICA DO SUL

Na hora de botar o pé na estrada, o melhor é ter em mãos um roteiro para saber aonde você deseja chegar e, assim, tornar a sua experiência mais prazerosa, sem perda de tempo, nem imprevistos. Por isso, é mais do que essencial saber quais são os documentos para mochilão na América do Sul, já que você simplesmente pode ser barrado em alguma fronteira sem eles, e ver os seus planos irem por água abaixo.

Na América do Sul, os países a se conhecer são muitos. Alguns são mais fáceis de adentrar, inclusive os que fazem parte do Mercosul, pois para visitar um deles, basta estar com o seu RG em mãos. O acordo que existe entre Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai e Venezuela permite essa facilidade.

No entanto, o RG deve estar em boas condições, sem estar rasgado, rasurado ou ter sido replastificado, o que invalida o seu uso em fronteiras. Além disso, o documento não pode ter mais do que 10 anos. Mesmo não integrando o Mercosul, existem outros países onde não é exigido o passaporte para atravessar a fronteira, como é o caso da Bolívia. No entanto, é preciso ter em mãos o Certificado Internacional de Vacina Contra Febre Amarela, emitido pela ANVISA.

Para o Chile, também basta ter o RG com data de expedição inferior a 10 anos. Já para a Colômbia, o passaporte não é exigido, mas o RG não pode ter mais de 10 anos, e o visitante deve ter o mesmo Certificado Contra Febre Amarela. Outro país que não exige passaporte é o Peru, mas é essencial apresentar RG atual e o certificado da ANVISA.

Veja os documentos para mochilão na América do Sul

Quem for para o Equador deve estar com o seu passaporte em dia, para atravessar a fronteira, sendo que a vacina contra a febre amarela também é exigida. O mesmo acontece nos demais países, como a Guiana, onde você pode chegar apenas com passaporte original e válido. Da mesma forma, é possível entrar na Guiana Francesa, com a diferença de que o passaporte original tem validade mínima de seis meses, além da exigência de apresentar ainda uma cópia das páginas 1, 2 e 3 do passaporte, bem como visto para entrar no país. Por sua vez, basta o passaporte original válido e o certificado da ANVISA para ir ao Suriname.

Mesmo com essas informações, é importante que você sempre se informe antes de viajar, pois os países podem mudar as regras de entrada de estrangeiros em suas fronteiras. Quem ainda não fez o seu passaporte e sabe que vai precisar não deve se demorar a agendar o seu horário na unidade da Polícia Federal mais próxima. Em geral, basta acessar o site, solicitar o passaporte, pagar uma taxa e marcar o dia para buscar o documento, quando devem ser apresentados todos os documentos pertinentes. O passaporte vale por 10 anos.

loading...





PontoXP © 2006-2017 - Todos os direitos reservados.
Termos de uso | Contato | Anuncie| Assine os FEEDS RSS!