DIETA HIPERPROTEICA, DICAS PARA EMAGRECER

DIETA HIPERPROTEICA, DICAS PARA EMAGRECER

Uma dieta bastante controversa e restritiva, o que não costuma ser uma boa ideia para emagrecer com saúde, é a dieta hiperproteica, que prioriza alimentos ricos em proteína e gorduras, excluindo de vez os carboidratos. Vale lembrar que perder peso sem ficar com carência nutricional exige que todos os grupos alimentares estejam presentes ao longo do dia.

Outro ponto importante que vale a pena lembrar é que a ingestão de grande teor de proteína combina com pessoas que malham bastante, principalmente, quem tem o objetivo de aumentar a massa magra, ou seja, os músculos. Além disso, a ingestão de grande quantidade de proteína por dia pode prejudicar o funcionamento dos rins, os quais podem ficar sobrecarregados.

Já o excesso de gordura, embora na quantidade certa seja benéfica, sobrecarrega o fígado. E mais, embora os carboidratos ajudam a engordar, quando ingeridos em excesso, são essenciais para manter o corpo em pé, pois são a principal fonte de energia. O que se deve fazer, portanto, é reduzir a sua quantidade, e não eliminá-lo, ainda mais se você faz exercícios, já que precisa de energia para os treinos.

Outro problema desse tipo de dieta restritiva é que o emagrecimento até pode acontecer, mas assim que a dieta terminar o normal é que o peso volte ao que era antes. No entanto, é possível tirar algumas dicas de dieta hiperproteica e levar para o seu dia a dia, mas sem segui-la ao pé da letra.

Dicas para quem quer fazer dieta hiperproteica

Com a dieta hiperproteica, a ideia é que sem carboidratos, o organismo eleve a glicose do sangue, aumentando a liberação de insulina, que estimula a formação de reservas energéticas. Porém, deve-se malhar bastante para usar essa energia liberada e que pode ser perigosa ao organismo se não for queimada, ainda mais por pessoas diabéticas.

Já os alimentos fonte de proteína, como leite, queijo, iogurte, carnes e outros são os principais responsáveis pela construção das células e dos tecidos do corpo. Nesse sentido, é importante ingerir o nutriente, todos os dias, mas de forma moderada, dando preferência às versões desnatadas e magras.

A própria dieta hiperproteica não recomenda que a sua realização ultrapasse os 15 dias, caso contrário, haverá falta de vitaminas e minerais no organismo. Mas isso poderá acontecer ainda antes, sendo melhor não arriscar. Ingerir proteínas de manhã é uma das poucas lições que se pode tirar da dieta hiperproteica, sendo que o nutriente retém menos líquidos do que os carboidratos.

Por outro lado, basta consumir carboidratos complexos, os integrais, que saciam por mais tempo também. O segredo está na medida, que deve ser reduzida para quem precisa emagrecer. A proteína em si tem muitos benefícios, pois ao formar os músculos, também evita a sua flacidez. Porém, como os demais grupos alimentares, ela deve ser consumida de forma balanceada.