PontoXP.com - Dicas e Informações Gerais.





DICAS PARA REGISTRAR MARCA NO BRASIL

Autor: Textual Conteúdo
Publicado em: Mercado, Negócios e Empresas

DICAS PARA REGISTRAR MARCA NO BRASIL

O número de profissionais com ideais inovadoras só tem crescido, logo, o mercado de muitas áreas tem se tornado mais competitivo e disputado por grandes empresas e marcas. Com 3 dicas para registrar marca no Brasil, é possível agir de maneira correta, com o máximo de praticidade. Se você é um desses profissionais que começam a se destacar e marcar seu espaço no mundo dos negócios, você deve saber que tempo é dinheiro, e não se pode perder nenhum dos dois esperando sua empresa ficar consolidada para registrar a sua marca.

Registrar marca é importante porque o mercado está competitivo, cheio de ideias e, adicionando mais um item perigoso: cheio de olho gordo. E se alguém resolver registrar a mesma ideia antes que você? É preciso pensar a longo prazo, o quanto a sua marca poderá valer no futuro, depois de ter o negócio desenvolvido e lucrativo. Após o registro, a sua obrigação será apenas trabalhar muito para que o nome conquiste o reconhecimento que merece.

Se sua marca estiver valendo menos do que o preço para registrá-la, talvez seja um momento para esperar mais lucros e realizar o registro, mas não se esqueça de que você estará sempre correndo contra o tempo, afinal, quem registrar primeiro leva. Por isso, trabalhe muito para investir nisso.

Como registrar marca no Brasil, passo a passo

1. Já existe?

Você terá que verificar se a marca que você tem já foi registrada antes mesmo que tente registrá-la. É possível verificar isso antes de iniciar o processo de registro. No escritório, o atendente já irá sugerir isso, processo que é gratuito e costuma ser bem rápido. Se você descobrir que já há uma marca com aquele novo, então, haverá outro problema: ter que escolher outro nome.

2. Conheça os limites

Depois de escolher o nome, determine em que classes de atividade econômica o registro da sua marca será feito. As classificadas como NICE, por exemplo, têm 45 classes para registro, sendo 34 delas para produtos e 11 para prestação de serviços. A escolha deve ser feita por meio de análise detalhada do que sua empresa faz, por meio de contrato social.

3. Tipo de registro

Registre sua marca como mista ou nominativa. A mista é aquela que protege nome (fonema, grafia), tipo de letra, cores e símbolo, a marca que está diretamente ligada ao nome e já tem um logo especial.

Já que está inserido no mundo dos negócios, converse com outros amigos empreendedores, donos de marcas e empresas, e peça indicações dos melhores escritórios para fazer o registro da sua marca, de forma legal e sem enganações.

Lembre-se de fazer tudo nos conformes quando se trata também de questões bancárias. Procure um contador e um especialista em Recursos Humanos para ajudar no registro com a Caixa Econômica Federal, o INSS e o pagamento de funcionários e dos impostos.

Assim, você evitará problemas relacionados à sua marca.




Assine e Receba Novidades GRÁTIS por e-mail!

Confirme sua inscrição no link que receberá por e-mail


Recomendamos para você

Receba Novidades Grátis

Últimos Artigos:




PontoXP © 2006-2016 - Todos os direitos reservados.
Termos de uso | Contato | Anuncie| Assine os FEEDS RSS!