PontoXP.com - Dicas e Informações Gerais.





CUIDADOS PARA EVITAR E TRATAR A DESIDRATAÇÃO

Autor: Textual Conteúdo
Publicado em: Saúde

CUIDADOS PARA EVITAR E TRATAR A DESIDRATAÇÃO

Em média, dois terços do corpo humano são compostos de água. Quanto mais jovem a pessoa, maior a quantidade de água que a constitui. Isso significa que, quanto maior a quantidade de gordura no corpo, menor a quantidade de água. Que tal saber quais são os maiores cuidados para evitar e tratar a desidratação?

A desidratação (ou hipohidratação) ocorre quando, por ingestão insuficiente ou perdas excessivas, a quantidade de líquido no organismo não é suficiente para manter as suas funções normais num nível adequado, ou seja, quando o organismo está com menos água do que precisa, o que pode acontecer por variadas circunstâncias, relacionadas ou não com doenças.

Veja os cuidados para evitar e tratar a desidratação

Quais os sintomas? O vômito, a diarréia, o uso de diuréticos (medicamentos que fazem com que os rins excretem quantidades excessivas de água e sal), o calor excessivo, a febre e a redução da ingestão de água por qualquer razão podem acarretar a desidratação. Algumas doenças como o diabetes mellitus, o diabetes insipidus e a doença de Addison podem gerar a desidratação, devido à perda excessiva de água.

Que cuidados tomar? Lembre-se de beber água. Muitas pessoas simplesmente passam grandes períodos de tempo sem tomar sequer um gole de água. Isso deve ser evitado. O ideal é que se tome pelo menos um copo de água a cada hora.

Se for praticar atividade física, fique atento à necessidade de tomar ainda mais água. Em casos de pessoas que praticam atividades extenuantes, pode ser também necessário repor sais minerais perdidos junto com o suor. Isso é fácil de ser feito através do consumo das chamadas bebidas isotônicas, muito populares entre atletas.

Em dias quentes, a exposição ao calor faz com percamos mais água que o normal. Por isso, é importante também tomar uma dose extra de água. Vista roupas leves, de preferência de algodão, e evite as fabricadas com produtos sintéticos que impedem a transpiração normal. Mantenha as crianças em ambientes bem ventilados e evite a exposição ao sol nos períodos de radiação mais intensa.

Consuma alimentos ricos em água. A comida é também uma fonte importante de água, já que muitos alimentos possuem água em sua composição. As comidas campeãs em conter água são as frutas e as verduras, consumidas in natura (cruas). Além de ajudarem na hidratação, esses alimentos costumam ser menos calóricos que os demais, colaborando para manutenção da boa forma.

Observe sua urina, pois quando ela adquire uma tonalidade muito escura, é sinal que o organismo está economizando água, provavelmente por que os estoques estão diminuindo. Beba água até que sua urina adquira uma tonalidade clara, e procure manter sempre essa cor, que é a ideal.

Como tratar? No caso da desidratação leve, ingerir muito liquido é o melhor remédio  – água, refresco, suco, caldos. Em caso de diarréia e vômito, a recomendação é acrescentar a ingestão de soro. Os Centros de Saúde fornecem pacotinhos de soro, que são os mais indicados. Eles contêm os Sais para Reidratação Oral (SRO). Na falta do SRO, pode-se optar pelo soro caseiro.

Não há problema em se fazer a medicação com o soro caseiro. Mesmo assim, é necessário passar por uma consulta médica, já que a desidratação é um processo secundário cujas causas precisam ser descobertas e que, em boa parte das vezes, apenas a ingestão do soro não será suficiente para tratar o problema.

Para finalizar, saiba que no caso da  desidratação severa, considerada emergência médica, normalmente precisa ser tratada com hidratação intravenosa (a água, misturada a sais e outras substâncias, aplicada diretamente dentro dos vasos sanguíneos).

loading...





PontoXP © 2006-2017 - Todos os direitos reservados.
Termos de uso | Contato | Anuncie| Assine os FEEDS RSS!