PontoXP.com - Dicas e Informações Gerais.





CUIDADOS AO FAZER DEPILAÇÃO ÍNTIMA

Autor: Textual Conteúdo
Publicado em: Saúde

CUIDADOS AO FAZER DEPILAÇÃO ÍNTIMA

Quem já fez depilação íntima com cera quente sabe bem que o procedimento pode ser muito doloroso, mas o resultado desse método é o preferido por uma grande quantidade de mulheres. O resultado é tão bem visto que a conhecida Brazilian Wax (em português, depilação brasileira) já se popularizou até mesmo no exterior. Porém, é importante conhecer os cuidados ao fazer depilação íntima.

Essa depilação ocorre com a remoção quase total dos pelos da região íntima feminina, sendo preservado apenas um fino filete de pelos na região frontal, mas há quem prefira a remoção total. São removidos os pelos localizados nos grandes lábios, na parte externa e interna. Entretanto, é preciso tomar alguns cuidados ao fazer depilação íntima, já que a pele da região íntima é mais delicada quando comparada com as outras partes do corpo.

Confira os cuidados ao fazer depilação íntima

1. Escolha o melhor período do mês: o ideal é evitar realizar a depilação próxima ao período menstrual, pois a sensibilidade à dor fica mais intensa nessa época. A fase da menstruação potencializa a dor devido à liberação de uma substância inflamatória chamada prostaglandina. Além disso, as mulheres tendem a reter líquidos nesse período, e como o inchaço comprime as terminações nervosas, a sensibilidade à dor aumenta.

2. Hidrate sempre: o ritual da depilação começa bem antes da retirada dos pelos. Independentemente do método utilizado, hidrate sempre a pele do corpo todo, em especial a área que será depilada. Os cuidados com a pele antes garantem a eficácia da depilação e evitam o surgimento dos pelos encravados.

3. Esfolie dias antes: para garantir a pele lisinha e sem pelos encravados em qualquer método de depilação, a pele deve estar sempre bem tratada. O ideal é, de dois a três dias antes da depilação, massagear delicadamente a pele da região íntima com um esfoliante suave. Assim, os pelos obstruídos desencravam e a remoção fica mais fácil.

4. Escolha o tipo de cera: as vantagens da cera quente estão na dilatação dos poros causada pelo calor, permitindo a saída mais fácil dos pelos, e na aderência maior, até pelos mais curtos. Já a cera fria oferece o diferencial de ser, obrigatoriamente, descartável, evitando a proliferação de bactérias e outros micro-organismos que podem surgir em consequência do reaproveitamento da cera. Independente do tipo escolhido, certifique-se de que a cera utilizada é descartável.

5. Para aliviar a dor: existe uma substância conhecida como óleo de cravo, ou eugenol, que vem sendo cada vez mais introduzido nas ceras de depilação tradicionais, por aliviar a sensação de dor dos puxões. O eugenol atua como antisséptico e anestésico. Muitas ceras depilatórias atuais com uma mistura dos anestésicos lidocaína e prilocaína garantem que a dor da técnica diminua até 70%, além de conterem anti-inflamatório e hidratante.

Com as dicas acima, a depilação na região íntima feminina é muito mais tranquila e menos traumática.






PontoXP © 2006-2018 - Todos os direitos reservados.
Termos de uso | Contato | Anuncie| Assine os FEEDS RSS!