PontoXP.com - Dicas e Informações Gerais.





COMO PASSAR POR CRISES DE ABSTINÊNCIA

Autor: Textual Conteúdo
Publicado em: Saúde

COMO PASSAR POR CRISES DE ABSTINÊNCIA

Abandonar um vício nem sempre é uma tarefa fácil e costuma apresentar dificuldades com as crises de abstinência. As manifestações tendem a surgir já algumas horas após o último uso, atingindo o pico da crise em três dias. A crise de abstinência só termina ao fim de duas a quatro semanas, sendo um momento de bastante sofrimento para o dependente. Se você não sabe como passar por crises de abstinência, basta continuar lendo, pois daremos algumas dicas bem úteis.

Uma boa parte dos efeitos da abstinência acaba provocada justamente pela melhora do organismo com a ausência da substância, como melhora da circulação sanguínea e maior oferta de oxigênio aos tecidos. Como o corpo precisa reaprender a viver sem essa substância, é natural que ele funcione de forma diferente.

A crise ou síndrome de abstinência é o nome dado ao conjunto de sintomas que se instalam quando o dependente interrompe o uso da droga causadora da dependência. Todo dependente que tenha ficado sem sua toxina por algumas horas já sentiu na pele alguns destes sintomas: ansiedade; inquietação; tristeza; irritabilidade; distúrbios do sono; falta de concentração; suores; dor de cabeça; alteração do hábito intestinal e tonturas.

Saiba como superar crises de abstinência

1. Superando dificuldades

Ainda que seja um momento desconfortável, a crise de abstinência pode ser superada pela maioria dos dependentes com mais facilidade do que se havia esperado. O mais importante é conhecer essas manifestações, tornando mais simples encará-las durante a crise de abstinência.

A vontade incontrolável de recair ao vício dura alguns minutos, mas vai diminuindo com o passar do tempo. Evite situações que podem desengatar a vontade de recair, como momentos de estresse e outros em que você costuma recorrer ao vício. Se a vontade for muito forte, você pode tentar: beber água, de preferência gelada; caminhar um pouco; tomar um banho; respirar fundo e relaxar; conversar com um amigo; chupar bala ou goma de mascar (sem açúcar). Além disso, ao invés de se entregar a uma sensação de vazio e depressão, tente manter pensamentos e ações positivos, relacionando a nova fase da vida a boas questões.

2. Mudanças no organismo

Durante a crise de abstinência, o dependente pode ter alterações do hábito intestinal (dor de barriga, diarreia ou constipação), insônia, sonolência, dificuldade de concentração, náuseas, formigamento nas pernas e nos braços (melhora da circulação) e dor de cabeça. Com o passar do tempo, pode-se experimentar um sentimento de dúvida diante da escolha feita: tristeza e tédio frente à falta de sentido da vida; além de ansiedade constante.

A falta da toxina viciante é como a perda de um ente querido ou o término de um relacionamento. O processo de perda passa por fases: negação, raiva, negociação, tristeza e aceitação. Para reduzir a duração dessas fases e superar mais rapidamente o processo, não perca tempo lamentado a falta do vício. Procure esquecer a toxina e colocar em prática suas estratégias para continuar sem recair. Sempre que necessário, converse e peça apoio a familiares, amigos, colegas de grupo e seus profissionais de saúde.

Agora você sabe como passar por crises de abstinência com mais tranquilidade.

loading...





PontoXP © 2006-2017 - Todos os direitos reservados.
Termos de uso | Contato | Anuncie| Assine os FEEDS RSS!