PontoXP.com - Dicas e Informações Gerais.





COMO LIDAR COM A MORTE DE UM ANIMAL DE ESTIMAÇÃO

Autor: Textual Conteúdo
Publicado em: Dicas

COMO LIDAR COM A MORTE DE UM ANIMAL DE ESTIMAÇÃO

COMO LIDAR COM A MORTE DE UM ANIMAL DE ESTIMAÇÃO – Os animais de estimação que convivem com você por muito tempo e acabam se tornando membros da família, nossos companheiros do dia-a-dia. E como acontece com qualquer ente querido, quando chega a hora de se despedir do seu pet, o sofrimento é grande e muito difícil de lidar. É por isso que vamos falar a seguir sobre como lidar com a morte de um animal de estimação para poder seguir em frente.

É normal sofrer pela morte de um amiguinho animal, principalmente quando você compartilhou com ele grandes momentos de sua vida. Mesmo que algumas pessoas achem besteira, não se prive de viver seu sentimento verdadeiramente e desabafar sobre isso, afinal, este é um dos passos para conseguir superar a perda.

Dicas de como lidar com a morte de um animal de estimação

– Não se isole: ao perceber que o animal está ficando doente e pode não sobreviver, é comum que você tenha reações como choque ou negação e queira ficar isolado cuidando do pet. Quando ele se vai, esse isolamento continua, mas não vai fazer bem a você, pois não terá mais nem a companhia de amigos, nem do seu antigo amigo. Você precisará buscar novas companhias e distração para primeiro falar como estar se sentindo e depois deixar de pensar nisso.

– A culpa não é sua: se com um ente querido o sentimento de culpa acaba aparecendo, quando se cuida de um animal de estimação por muitos anos e depois vê ele partindo, é normal que esse sentimento apareça de forma dobrada, pois seu pet era totalmente dependente de você. Achar que deveria ter se dedicado mais ou feito algo diferente para salva-lo acaba sendo uma reação comum do cérebro.

É comum também surgir um pouco de arrependimento, você começa achar que não aproveitou tão bem o seu tempo com o bichinho e que deveria ter se dedicado mais a ele. Mas não se culpe, você deve ter em mente que o amava e que nunca faria tomaria uma atitude que não fosse benéfica a ele. Você não simplesmente não pode, apesar de todos os seus esforços, controlar o destino dele.

– Desapegue de recordações: pelo menos no seu período de luto, respeite os seus próprios sentimentos e tente não buscar por fotos ou objetos do seu animal de estimação pela casa, não precisa jogar fora e nem deveria, apenas guarde em um lugar seguro para que você possa voltar a expor sua foto favorita ao lado dele ou até utilizar um brinquedo que ele gostava com um novo pet. Guarde as recordações para um momento feliz, em que você tiver superar o sofrimento e estiver conformado com a perda do seu animal.

– Recuperação: a recuperação começa a partir do momento em que você aceita a morte como algo natural e que aconteceu para que seu bichinho deixasse de sofrer com a enfermidade contra a qual lutou. A partir daí você aprenderá a lidar com os dias sem seu animalzinho e vai começar a ponderar deve ou não ter outro. Isso depois de ter um tempo para se cuidar.






PontoXP © 2006-2018 - Todos os direitos reservados.
Termos de uso | Contato | Anuncie| Assine os FEEDS RSS!