PontoXP.com - Dicas e Informações Gerais.





COMO INCENTIVAR SEU FILHO A USAR PRESERVATIVOS

Autor: Textual Conteúdo
Publicado em: Dicas ,Saúde

COMO INCENTIVAR SEU FILHO A USAR PRESERVATIVOS

Por ainda ser um grande tabu, o sexo acaba sendo um grande problema para os pais de filhos adolescentes que estão iniciando ou ao menos se interessando pela vida sexual. Tanta preocupação não reflete na atitude de muitos, que escolhem não falar com os filhos sobre o assunto, alguns até por medo de incentivar que os filhos comecem a se relacionar muito cedo. Mas é fundamental que os pais falem sobre isso com os filhos, sobretudo que aprendam como incentivar seu filho a usar preservativos.

Quer você queira impedir ou não, o interesse sexual do jovem vai aparecer, e se não houver alguém de confiança que o oriente, ele terá que descobrir muitas coisas sozinho e agir por instinto. Nesse instinto ele pode esquecer coisas importantes como cuidados com sua saúde e até uma prevenção em longo prazo. Ele pode se esquecer da camisinha ou nem saber de sua importância.

Aí voltamos àquela parte do medo que uma conversa sobre o assunto possa estimular seu filho a se relacionar. Agora que você sabe que o interesse sexual dele não está ligado à conversa ou falta de conversa sobre o assunto, que tal investir em orientação e conhecimento para proteger seu filho nessa nova fase de sua vida?

Saiba como incentivar seu filho a usar preservativos

– Supere seus próprios traumas:

Se você já passou pela adolescência, mesmo que em tempos menos modernos, você sabe que esta fase é movida a descobertas e a iniciação do interesse sexual, então porque seu filho tem que ser impedido de falar ou pensar no assunto? Muitos pais chegam a proibir que os filhos participem de orientação sexual na sala de aula com a expectativa de retardar o início da prática, mas saiba que falta de informação não inibe os sentidos dos jovens e a relação pode acontecer de forma pior ao que você desejaria: sem proteção.

Deixe que seu filho participe das orientações e ganhe amadurecimento para tomar suas próprias decisões, se você puder, procure a sua própria. Busque um sexólogo que pode orientar você sobre as mudanças naturais que seu filho passará para que você possa falar com ele com mais informações.

– Converse sem medo:

A orientação sexual vai dizer ao jovem o que fazer em determinadas situações se como se proteger. A conversa com os pais vai focar exclusivamente nas escolhas de seu filho. Fale sobre os cuidados com o corpo, o foco na preservação para o futuro, a confiar nas pessoas com quem se relaciona e principalmente sobre suas escolhas, sobre não ter que fazer nada por obrigação, porque “é coisa da idade”, mas sim quando estiver preparado.

Muitos pais já afastaram os filhos quando eles mesmos tomaram a atitude de perguntar sobre o assunto pode medo da conversa, deixando-os falando sozinho ou cortando o papo. Essa atitude defensiva é também cheia de julgamento e preconceitos contra um assunto que deveria ser simples. Isso pode prejudicar seu filho em relação as suas relações, ele deve achar que está fazendo algo proibido ou simplesmente não saber como lidar com qualquer situação.

– Pequenas atitudes:

Algumas mudanças pequenas de atitude podem fazer muita diferença e até estimular o início de uma conversa sobre sexo seguro. Repare no comportamento do seu filhos, se ele já dão sinais de estarem namorando, pergunte sutilmente em que pé está o namoro e dê liberdade para que ele fale. Não tenha medo de parecer o pai ou a mãe careta e preocupada que pergunta da camisinha a partir desse assunto, é a oportunidade perfeita.

Evite falar do assunto perto dos amigos da escola, pois você não sabe como os pais podem reagir (vai que eles têm o mesmo medo do assunto que você tinha e pode te julgar por isso), além de ser uma conversa intima entre pais e filhos.

Mesmo sabendo que deve usar camisinha, é normal que seu filho tenha medo ou vergonha de ir comprar ou buscar em postos. No começo deixe algumas no quarto dele ou dê dinheiro para que ele compre, o incentivo vindo dos pais vai fazê-lo acreditar que não há motivos para vergonha.






PontoXP © 2006-2018 - Todos os direitos reservados.
Termos de uso | Contato | Anuncie| Assine os FEEDS RSS!