PontoXP.com - Dicas e Informações Gerais.





COMO FALAR COM OS FILHOS SOBRE SEPARAÇÃO E DIVÓRCIO

Autor: Textual Conteúdo
Publicado em: Dicas

COMO FALAR COM OS FILHOS SOBRE SEPARAÇÃO E DIVÓRCIO

Processos de separação e divórcios costumam ser bastante delicados, ainda mais quando há crianças envolvidas. Além do drama do casal, é preciso encontrar ainda a melhor forma de como falar com os filhos sobre separação e divórcio, anunciando que a família irá se constituir de uma forma diferente do que estão acostumados. Por se tratar de uma situação delicada, não existe forma fácil de ter essa conversa, tanto para as crianças como para os pais. Existem, porém, algumas alternativas que podem facilitar esse processo.

Dicas sobre como falar com os filhos sobre separação e divórcio sem traumas

Se o casal ainda não tomou uma decisão definitiva sobre a separação, se estão temporariamente distantes ou estão dando um tempo no relacionamento, não é saudável levar a questão aos filhos, anunciando um divórcio que ainda não é oficial. Isso é uma forma de evitar magoar as crianças com decisões e atitudes precipitadas, ocasionadas por impulsos. É uma forma de impedir um sofrimento inútil das crianças, que ficarão confusas se o casal acabar não se separando após o anúncio.

Por outro lado, assim que a decisão for uma certeza, os pais devem começar a se preparar imediatamente para contar às crianças. A reação das crianças pode variar muito. Em muitos casos, elas até possuem uma boa percepção sobre o clima na casa, admitindo a possibilidade de uma separação, dependendo da idade, mas se mantém em silêncio pelo fato do assunto não ter sido abordado pelos pais, sofrendo sozinhas com a possibilidade.

Possíveis reações: algumas crianças reagem de forma positiva, mas podem ter algum reflexo mais tarde no comportamento, acreditando que tem culpa no desentendimento dos pais. Outras crianças podem manifestar sua chateação com o divórcio através de problemas físicos, como dores de barriga, ou até mesmo no comportamento, como birras que antes não ocorriam e resistência para frequentar a escola inesperadamente. Elas tem ainda tendência a tentar proteger o progenitor que ele entenda como o mais fraco na relação, o que se mostrar mais abatido com a situação.

Pontos importantes: é fundamental que os pais sempre contem a verdade sobre o que houve, tendo uma conversa franca na presença de todos os membros da família. Se a crise entre o casal foi muito grande e eles não tiverem mais condições de ter esta conversa em conjunto, que sempre tenham como prioridade o bem estar da criança. Se as crianças forem pequenas, é importante que os pais demonstrem segurança em suas decisões, já tendo resolvido como as coisas serão a partir desta mudança, antecipando as dúvidas de onde irão morar e estudar, por exemplo, após o divórcio.

Para evitar traumas: o principal ponto sobre como falar com os filhos sobre separação e divórcio é garantir que as crianças não tem nenhuma responsabilidade sobre o fim do relacionamento dos pais. É preciso deixar claro ainda que apesar desSa separação, tanto pai quanto mãe continuarão sempre ao seu lado, acompanhando em seu desenvolvimento e ainda dando apoio sempre que for preciso, marcando presença nas atividades rotineiras das crianças. Os pais devem mesmo imprimir esforços em não deixar que o fato de não conseguirem mais viver juntos interfira na relação com as crianças.






PontoXP © 2006-2018 - Todos os direitos reservados.
Termos de uso | Contato | Anuncie| Assine os FEEDS RSS!