PontoXP.com - Dicas e Informações Gerais.





COMO FACILITAR O CONTATO DE BEBÊS E ANIMAIS

Autor: Textual Conteúdo
Publicado em: Bebê

COMO FACILITAR O CONTATO DE BEBÊS E ANIMAIS – Muita gente se preocupa com o convívio do seu bebê junto aos animais de estimação da casa. Algumas pessoas tomam atitudes precipitadas doando o cãozinho ou o gato antes de o bebê chegar, a fim de evitar problemas. Mas a verdade é que o contato dos pets com as crianças é extremamente saudável, além de ser recomendável para o desenvolvimento do bebê e a socialização. Se você tem cães, gatos ou outros pets em casa, saiba como facilitar o contato de bebês e animais para que todos saiam ganhando nessa relação que irá durar muitos anos.

Vale lembrar que até o bebê chegar, o cãozinho era provavelmente quem ocupava esse espaço de afeto no lar. É importante não deixar que ele se sinta preterido com a chegada de mais um integrante na família, e muito menos veja na criança uma rival tornando-se mais estressado e ciumento.

COMO FACILITAR O CONTATO DE BEBÊS E ANIMAIS

Para evitar esse tipo de comportamento, é preciso preparar o seu bichinho para a chegada do bebê, assim como deve-se fazer com um irmão mais velho para que ele não se sinta ameaçado com a chegada de um outro membro da família que precisará da atenção de seus pais tanto ou mais que ele, pelo menos no início.

Dessa forma é possível não só facilitar a aceitação do bebê na casa por parte do seu cão, como também o contato entre os dois, pois ele não mais verá o bebê como uma ameaça. Veja dicas de como estimular essa aproximação:

Dicas de como facilitar o contato de bebês e animais de estimação

– Não provoque rivalidade:

Além de acostumar o animal gradativamente de que haverá outro foco de atenção na casa, é preciso saber como repreender a presença dele perto do bebê. Primeiro é preciso saber que ele não precisa estar sempre longe. Ele pode participar dos momentos em família como sempre e até tornar-se um protetor do seu filho.

Mas para isso, é preciso deixa-lo se aproximar, sentir o cheiro do bebê e fazer o processo de reconhecimento. Se você já mostrou ao seu pet os novos móveis e adaptações para a casa por causa do bebê, a chegada dele não será uma grande surpresa e ele já estará habituado com aquele novo ambiente, bastará só fazer amizade com o novo membro.

Em momentos em que você preferir que o bichinho não esteja por perto, com na hora de fazer o bebê dormir, comer ou dar banho, cuidado para não repreende-lo com impaciência e ignorância, ele precisa entender que assim como ele tem seus momentos com seus donos, os donos precisam de seus momentos com o filho. Assim ele aprenderá a esperar a hora da brincadeira e pode até se acostumar com essas situações e não tentar invadir o espaço ao notar que estão ocupados com a criança.

– Estimule o contato:

Você não só deve permitir que o seu animal de estimação se aproxime do bebê, como também deve estimular o contato entre os dois. Encoraje a aproximação como uma situação positiva para você, não demonstre insegurança, mas supervisione a distância adequada, se necessário, afaste o bebê do pet com delicadeza, sem repreender.

Outra opção para estimular o contato é usar o olfato aguçado do cão para sentir o cheiro da criança e associar isso com coisas boas, assim como ele associa o cheiro dos donos. Afinal, a criança também será dona dele, da família dele. Deixe uma fralda de pano nos locais em que ele gosta de dormir para que ele se acostume com o cheiro do bebê na casa.

E não tenha medo! Já foi comprovado cientificamente que crescer com animais de estimação ajuda a criança a crescer mais forte, feliz e saudável!






PontoXP © 2006-2018 - Todos os direitos reservados.
Termos de uso | Contato | Anuncie| Assine os FEEDS RSS!