COMO ESCOLHER TIPOS DE TORNEIRAS

COMO ESCOLHER TIPOS DE TORNEIRAS

Torneiras e misturadores são detalhes que o brasileiro dá bastante atenção no momento de escolha das peças que farão parte de uma casa. Quando o assunto é acabamento de um imóvel, as torneiras assumem um papel muito importante. Todavia, é preciso saber bem como escolher tipos de torneiras.

Para saber como escolher tipos de torneiras, é preciso entender quais são os metais apropriados para se ter dentro de casa. O mercado conta hoje com uma grande variedade de tipos de torneira, capaz de deixar uma pessoa pouco entendida bastante perdida entre as opções disponíveis.

Como escolher tipos de torneiras

1. Modelo

O mais comum é que seja dada preferência aos modelos monocromados, de bons fabricantes, que unem em um só modelo e alavancam água quente e fria. Tais modelos são esteticamente mais bonitos e também mais práticos na utilização. Entretanto, o mais importante é atentar para o tipo do metal, que precisa estar no mesmo nível das outras peças de acabamento. Se você já investiu em armários e louças, não será na torneira que você deverá economizar. O mesmo vale para o inverso, ou seja, se seu banheiro é bastante simples, não precisa exagerar nos metais. Escolha uma linha de boa qualidade, mas ainda simples.

2. Registros

No caso dos registros, você não precisa comprá-los da mesma linha das torneiras ou do misturador da bancada. A recomendação é que os modelos dos registros sejam discretos, seguindo o mesmo acabamento das demais peças. Se o misturador da cuba for cromado, prefira acabamento de registro também cromado, seguindo linhas retas.

Quem tem um espaço mais antigo e não tem condições de reformar completamente pode apostar na troca de alguns metais, garantindo mais vida útil ao cômodo. Isso porque usar torneiras velhas não é só negativo esteticamente, como também devido problemas como fechamento incorreto e desperdício de água.

3. Lavabo

Os lavabos têm recebido cada dia mais atenção na hora de decorar. Nesse caso, deve-se pensar primeiro na funcionalidade e depois na estética. Tenha o cuidado de não escolher modelos que espirram água ou que sejam posicionados de modo ineficaz. Evite metais muito elaborados, com apliques ou cascatas. Além disso, prefira modelos mais simples, evitando misturadores para o lavabo.

4. Bancada do banheiro

A regra para a bancada é escolher metais de boa qualidade, que combinem com o restante da decoração do ambiente. Tome o cuidado de não escolher algum modelo que chame muita atenção, já que o ideal é apostar na harmonia entre os componentes. No box, a dica é apostar em misturadores monocromados. Quem estiver reformando o ambiente pode aproveitar para posicionar o misturador próximo à entrada do box, e não logo abaixo da ducha.

Com base nas dicas acima, será bem mais simples escolher os melhores tipos de torneiras.