COMO ECONOMIZAR NO AEROPORTO

COMO ECONOMIZAR NO AEROPORTO

Preço justo e aeroporto não são expressões que costumam andar juntas. Se você vai sair de férias ou pelo menos tem prevista uma passagem por um aeroporto, esteja preparado para não desperdiçar demais dentro dos aeroportos, seja antes mesmo de sair do país ou chegar ao seu destino final. Por isso, é preciso ficar atento a algumas dicas de como economizar no aeroporto.

O problema não acontece apenas no Brasil, já que preços abusivos são praticados em aeroportos de quase todas as partes do mundo. Além do preço alto, os serviços oferecidos em aeroportos são em sua maioria bastante inferiores que os externos, sejam restaurantes caros e de má qualidade, como também internet lenta por preços altíssimos. Portanto, é fundamental saber como economizar no aeroporto.

Confira algumas dicas de como economizar no aeroporto

1. Atenção ao câmbio

Embora a principal recomendação seja trocar um pouco de dinheiro nos aeroportos, os estabelecimentos de câmbio nesses locais são os que mais faturam em todo mundo. Lembre-se de que trocar dinheiro no aeroporto é uma ação que deve ser realizada apenas em casos de emergência. Jamais deixe para trocar todo seu dinheiro nas casas de câmbio em aeroportos, pois os preços praticados são os piores.

2. Água e comida próprias

Leve sua própria água e comida, principalmente se a passagem pelo aeroporto for rápida. A água nos aeroportos têm um custo muito alto. Em estabelecimentos nos aeroportos do Brasil, uma garrafinha de água pode custar R$ 5,00, chegando ainda a € 3,00 nos aeroportos do exterior. Com uma garrafinha própria, você pode sempre se abastecer em um bebedouro, assim que passar pelo procedimento de segurança.

O mesmo vale para a comida. Logo, esteja abastecido com alguns salgadinhos, chocolates e até lanchinhos para enganar o estômago enquanto aguarda o voo. Lembre que quando você for passar pelo scanner, terá que deixar tudo para trás porque não é permitido entrar com comida.

3. A tentação do duty free

As lojas duty free são muito atrativas por serem livres de impostos, mas pesam a mão no preço. O fato de estarem sem imposto não significa que o preço vale à pena. Muitos turistas caem nessa armadilha, acreditando estar fazendo uma economia. Produtos como cigarros, bebidas e perfumes são mais baratos que em lojas fora do aeroporto, mas equipamentos eletrônicos e outros acessórios tendem a ser vendidos com valores superfaturados.

4. A cobrança do estacionamento

Os estacionamentos de aeroportos costumam ser caros e podem chegar a custar até mesmo mais caro que a diária de um hotel. Deixar seu carro parado no estacionamento do aeroporto é a principal forma de gastar muito dinheiro, em função das diárias exorbitantes. A dica é optar por um serviço de táxi ou contar com a carona de um parente ou amigo, economizando uma boa grana.

Basta aplicar as nossas dicas para você gastar menos no aeroporto.