PontoXP.com - Dicas e Informações Gerais.





COMO DIAGNOSTICAR E TRATAR BULIMIA

Autor: Textual Conteúdo
Publicado em: Saúde

COMO DIAGNOSTICAR E TRATAR BULIMIA

Um dos mais conhecidos distúrbios alimentares é a bulimia, um transtorno que é caracterizado por episódios de compulsão alimentar, seguida do arrependimento e necessidade de eliminação do que foi consumido. Durante o período de compulsão, o bulímico pode chegar a ingerir uma quantidade muito grande de comida de uma só vez, mas depois tenta eliminar o alimento, através do vômito forçado, do uso de laxantes ou diuréticos. O paciente costuma sempre cumprir este ciclo de comer abusivamente e depois eliminar o alimento, mas externamente, podem não perder ou ganhar peso de forma significativa para que as pessoas próximas percebam que está sofrendo de um transtorno. E por isso, nem sempre é fácil como diagnosticar e tratar bulimia.

Existem alguns sinais de que o bulímico não está retendo vitaminas e minerais suficientes para estar saudável, como vários problemas no sistema digestivo, incluindo dentes, boca e até glândulas salivares.

Dicas de como diagnosticar e tratar bulimia

Você pode ficar atento a alguns sinais: o que denuncia o transtorno do bulímico para seus familiares e amigos é o seu comportamento, o ciclo de alimentação compulsiva e depois a busca pela eliminação. Além desses sinais, existem outros que podem chamar atenção, como esconder comida para os episódios de compulsão, comer em segredo, mentir sobre o que comeu, vomitar em segredo, idas frequentes ao banheiro, demonstrar preocupação com o peso e forma do corpo, dores na garganta sem causa aparente, demonstrar pouco impulso sexual e se esconder atrás de roupas grandes.

Como ocorre o diagnóstico: como a bulimia está na maioria das vezes ligada a problemas de autoestima, é preciso um diagnostico da saúde mental. São avaliados cinco critérios para se chegar a este diagnóstico: ausência de anorexia, ideias fora de proporção sobre o peso ideal, ciclo de compulsão-eliminação ao menos dias vezes por semana, comer compulsivamente e eliminar a alimentação, seja através de laxantes, excesso de exercícios ou até mesmo ficar sem se alimentar. Existem dois tipos principais de bulimia, a purgativa e a não purgativa. A primeira acontecer quando imediatamente após um episódio de compulsão o paciente procura eliminar a comida. Já no segundo caso, ele não coloca a comida para fora, mas pratica exercícios em excesso ou jejua sem necessidade para compensar o que comeu.

Como conseguir ajuda: mesmo não sendo ainda reconhecida nenhuma cura para a bulimia, existe hoje uma série de tratamentos para o transtorno. É preciso trabalhar principalmente sua saúde mental, com a prática de terapia individual, aconselhamentos, terapia familiar ou comportamental, grupos de apoio e acompanhamento com nutricionista. É incomum o uso de medicação para o tratamento da bulimia, a não ser quando esta estiver associada à depressão. O tratamento pode levar de meses a anos, já que a pessoa passa um bom tempo condicionada ao ciclo do distúrbio alimentar.




Assine e Receba Novidades GRÁTIS por e-mail!

Confirme sua inscrição no link que receberá por e-mail


Recomendamos para você

Receba Novidades Grátis

Últimos Artigos:




PontoXP © 2006-2016 - Todos os direitos reservados.
Termos de uso | Contato | Anuncie| Assine os FEEDS RSS!