PontoXP.com - Dicas e Informações Gerais.





COMO DEFINIR O CASTIGO PARA OS FILHOS

Autor: Textual Conteúdo
Publicado em: Dicas

COMO DEFINIR O CASTIGO PARA OS FILHOS

Um dos desafios atuais da paternidade é como definir o castigo para os filhos, de forma justa e efetiva. Muitos especialistas da área afirmam que é possível sim castigar as crianças de forma educativa, seguindo a proposta de definir limites e também estar contribuindo para o desenvolvimento das crianças. A disciplina é um dos fatores determinantes para a educação dos filhos, que requer muita paciência e trabalho dos pais, ensinando quais são os limites e regras para o convívio social, usando de calma e segurança.

A principal recomendação para aplicar um castigo de forma positiva é determinar uma punição sem o uso da raiva. Além disso, o castigo precisa ser imediato à falha cometida. Separamos 5 dicas podem facilitar esse processo na hora de definir e aplicar o castigo para os filhos. Veja quais são elas:

5 Dicas sobre como definir o castigo para os filhos

1. Sempre explicar o motivo da punição

É fundamental que as crianças saibam o motivo de estarem sendo castigados e não alimentam a ideia de que os pais são nervosos ou autoritários e que o castigo é sim reflexo de uma atitude errada dele. Precisa ficar claro que o castigo é consequência de uma atitude e que os pais não gostam de estarem castigando. A proposta é que a criança reflita sobre seu ato, pensando numa forma de não repetir a atitude que a fez ser punida.

2. Cuidado com as palavras e o tom

Os pais precisam sempre ser objetivos ao falar do castigo. A dica é olhar direto para a criança, de forma que ela entenda que a atitude dela deixou os pais muito chateados, mas que foi a atitude, e não a criança propriamente dita. Por isso nunca se deve dizer que a criança foi ‘feia’ em agir de determinada forma, mas que foi ‘feio’ o que ela fez.

3. Não apelar para agressão

As palmadas, por mais fracas e menos traumáticas que elas sejam, não apresentam nenhum resultado positivo na educação das crianças, costumando provocar ainda medo e raiva. A criança deixa de repetir o erro por medo das palmadas e não por ter compreendido que fez algo errado.

4. Castigo instantâneo

O castigo precisa ocorrer logo em seguida ao mau comportamento, principalmente quando a criança for pequena. A recomendação é apenas evitar que a punição ocorra na frente de outras pessoas, para não criar o trauma da humilhação.

5. Mantenha o pulso firme

Na hora do castigo, os pais precisam ser firmes e não se deixarem levar por choros ou chantagens emocionais. Voltar atrás no castigo aplicado é bastante negativo para a educação em geral da criança, que acabará aprendendo a sempre usar esta chantagem para se livrar dos castigos.

O castigo deve ser calculado considerando um minuto por cada ano de idade. Não adianta querer punir mais, deixando a criança de castigo por uma hora ao invés de sete ou dez minutos, porque eles tem uma forte tendência lúdica e facilmente se distraem com suas pernas e pés, se esquecendo da motivação do castigo. Mas a principal dica é nunca ameaçar e ficar sem cumprir. O castigo proposta precisa sempre ser cumprido.






PontoXP © 2006-2018 - Todos os direitos reservados.
Termos de uso | Contato | Anuncie| Assine os FEEDS RSS!