PontoXP.com - Dicas e Informações Gerais.





COMO ACHAR TRABALHO NA ÁREA DE ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO

Autor: Textual Conteúdo
Publicado em: Empregos

COMO ACHAR TRABALHO NA ÁREA DE ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO

Como achar trabalho na área de engenharia da computação no Brasil? Pode ser mais fácil do que se imagina, pois embora seja uma carreira que exija muito conhecimento, é um mercado em alta no país. A maioria dos formados nesse curso migra para as vagas de desenvolvimento de softwares. Porém, existem mais oportunidades, principalmente em segmentos que requerem novas tecnologias para executar o seu trabalho, como é o caso dos setores automobilístico, financeiro, de telecomunicações e aeronáutico. Entre esses, é provavelmente o de telefonia celular que mais demanda profissionais com formação em engenharia da computação.

De forma geral, em todos os setores citados, o profissional opera junto ao desenvolvimento de equipamentos automatizados e softwares, para as mais variadas indústrias. Quando a economia está em alta, o setor investe mais em tecnologia, aquecendo, por consequência, o mercado para esse engenheiro.

Como é comum nas profissões que envolvem tecnologia, as regiões do país que concentram o maior número de vagas para profissionais da engenharia da computação são o sudeste e o sul. Porém, vale lembrar que também há um mercado amplo em Recife, capital pernambucana.

Esse profissional pode, ainda, apostar no empreendedorismo, uma tendência marcante da atualidade, o que combina com muitas profissões, sendo a engenharia da computação uma delas. Dessa forma, o formado nesse curso pode investir em sua própria empresa, com uma ideia inovadora ou suprindo um mercado com muitas chances de crescimento.

Mais sobre a área de engenharia da computação

Normalmente, o recém-formado pode sair ganhando cerca de R$ 4 mil por seis horas diárias, o que torna o mercado bastante disputado. Além de formação superior em engenharia da computação, para atuar, é preciso ter registro no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Crea).

Aos 10 anos de carreira, o profissional se encontra no seu auge, quando pode ganhar R$ 11 mil. Quem gosta do ramo de automação industrial e robótica deve saber que esse profissional tem a capacidade de projetar robôs, além de sistemas computadorizados e digitais para a indústria.

Já ao desenvolver aplicativos e softwares, o mais comum é que o engenheiro da computação crie um produto conforme as necessidades específicas do seu cliente, os quais podem ser novos sistemas operacionais ou contarem com uma linguagem específica. Na fabricação de hardware, o profissional constrói computadores e periféricos.

Se a ideia é atuar no segmento do suporte, ele é bastante amplo e consiste em gerenciar redes de computadores em empresas de grande porte, bem como oferecer toda a assistência a elas. Com experiência do mercado de trabalho, o profissional da engenharia da computação pode ainda apostar os seus conhecimentos no ramo de marketing e vendas, ao realizar o planejamento e coordenar ações para a comercialização de equipamentos de informática.




Assine e Receba Novidades GRÁTIS por e-mail!

Confirme sua inscrição no link que receberá por e-mail


Recomendamos para você

Receba Novidades Grátis

Últimos Artigos:




PontoXP © 2006-2016 - Todos os direitos reservados.
Termos de uso | Contato | Anuncie| Assine os FEEDS RSS!