PontoXP.com - Dicas e Informações Gerais.





COMO ABORDAR TEMAS POLÊMICOS COM OS FILHOS

Autor: Textual Conteúdo
Publicado em: Dicas

Sexualidade, drogas, violência, relacionamentos e muitas outras questões são assuntos que giram na cabeça das crianças e adolescente. É uma fase de descobrimentos e muitas dúvidas. A preocupação dos pais sobre como tais assuntos se desenvolvem na vida do adolescente é comum, e também é preciso lembrar que o filho vai precisar de atenção para desvendar algumas dúvidas. Mas você sabe como abordar temas polêmicos com os filhos?

O diálogo é a principal ferramenta para esta fase. O hábito de confiar e conversar com os pais deve ser ensinado desde a infância, mas ainda há tempo de estimular uma boa conversa entre pais e filhos adolescentes, confira as cinco principais dicas:

Dicas de como abordar temas polêmicos com os filhos

1. Para haver conversas, converse

COMO ABORDAR TEMAS POLÊMICOS COM OS FILHOS

É preferível que a iniciativa seja dos pais, para que o adolescente sinta-se confortável e possa confiar nos pais para tirar dúvidas e curiosidades sobre os assuntos polêmicos. Se não há diálogo, eventualmente o jovem sentirá necessidade e tomará a iniciativa, nesse caso, é importante não afastá-lo ou se mostrar incomodado, aproveite a oportunidade para dar essa liberdade ao diálogo entre pais e filhos. Ensine que é importante que haja conversa e mantenha o hábito.

2. Não pressione

Se o jovem não quer conversa no momento, não pressione. Lembre-se que ele pode não estar acostumado em desabafar com os pais, e está aprendendo, criando o hábito. Forçá-lo a falar, pode forçá-lo também a mentir. Ele pode inventar uma história mais curta, ou mais leve para se livrar da conversa, ou simplesmente dizer que nada acontece, quando na verdade há problemas. Explicando que ele pode ficar a vontade para falar quando se sentir confortável, você tem mais chances de conseguir saber qual a aflição de seu filho.

3. Afirme e não pergunte

Usar frases interrogatórias pode retrair ainda mais o jovem e diminuir a possibilidade da conversa. Não pergunte se você já sabe a resposta. O jovem não precisa afirmar algo que já fez e deveria estar se arrependendo ou refletindo sobre. Ao invés de perguntar “você saiu de casa escondido?” seja direto e afirme “você não deve sair de casa escondido”. Assim, você impõe a autoridade sem pressionar.

4. Proponha leituras e pesquisas

Assuntos como drogas, sexualidade e violência vão além da sua opinião, há estatísticas e textos sobre a maioria. Converse com seu filho, exponha sua opinião e ouça a dele, já que provavelmente ele já deve ter pesquisado ou ouvido algo entre amigos.

5. Confie e não proíba

Apesar das mudanças de humor e até mesmo de opinião, a adolescência é uma fase importante para o amadurecimento. É preciso confiar no seu filho e deixá-lo viver experiências para que este crescimento mental aconteça.

Proibir seu filho de assistir um filme ou ler um livro que fale de assuntos polêmicos só vai privá-lo de informações, pontos de vistas e entendimento sobre o assunto que posteriormente ele pode tratar com uma pessoa mais madura, no caso, os pais. Claro que é preciso respeitar a classificação etária de cada mídia, mas cuidado com as proibições e limitações que elas podem causar.






PontoXP © 2006-2018 - Todos os direitos reservados.
Termos de uso | Contato | Anuncie| Assine os FEEDS RSS!