PontoXP.com - Dicas e Informações Gerais.





ANSIEDADE EM CRIANÇA COMO IDENTIFICAR?

Autor: Textual Conteúdo
Publicado em: Saúde

ANSIEDADE EM CRIANÇA COMO IDENTIFICAR?

Para muitas pessoas pode parecer estranho, mas a verdade é que os pequenos podem sim desenvolver quadros de ansiedade e estresse. Para responder a pergunta: ansiedade em criança como identificar? Alguns sintomas podem ajudar no diagnóstico.

Na realidade a ansiedade está associada a uma série de sentimentos, entre eles, preocupação, medo, apreensão, etc. Além disso, existe uma série de distúrbios associados à ansiedade e pesquisas apontam que o problema é mais comum do que se imagina nos pequenos, inclusive, nas meninas.

Estima-se que a cada 100 crianças e adolescentes 13, de idades entre os nove e 17 anos, sofram de ansiedade, sendo que metade delas associada à depressão. Já para identificar é preciso atentar porque em cada idade os sinais podem ser diferentes. Nos bebês, por exemplo, é comum choro frequente, dificuldade de dormir bem e se alimentar.

Enquanto isso, entre dois e três anos, a criança pode se mostrar inquieta, manhosa, irritada, não se alimenta adequadamente e pode se tornar birrenta com frequência. Mais adiante, por volta dos seis anos, a ansiedade em criança pode ser identificar na dificuldade de concentração e atenção, inquietação, insatisfação, insegurança e ela pode não respeitar a privacidade dos outros.

Mais dicas sobre ansiedade em criança como identificar

A partir dos sete anos, crianças com algum distúrbio de ansiedade podem ter também dificuldade de atenção, o que é visto, inclusive, na escola e nas atividades do dia a dia. Ela pode se mostrar inquieta, displicente, fazendo tudo muito rápido e podendo apresentar problemas de socialização.

No entanto, até certo ponto a ansiedade é um sentimento normal, tanto em crianças quanto em adultos, em determinados momentos. Como o bebê de oito meses quando se separa dos pais. Já entre seis e oito anos a ansiedade natural é aquela associada às mudanças que ocorrem na vida do pequeno, que começa a ir para a escola e se relacionar com outras crianças.

Ou seja, não é perante apenas os fatos ruins que a criança fica ansiosa, sendo que o sentimento pode surgir quando um irmãozinho está para chegar, quando troca de escola e ocorrem outras mudanças significativas. Nos momentos tristes o sentimento também é normal, quando os pais se se param, por exemplo, ou um familiar falece.

Porém, é preciso saber quando a ansiedade extrapola os limites da normalidade e atrapalha o comportamento do pequeno. Os pais facilmente podem perceber as mudanças e mesmo preocupações com o futuro, dores de cabeça com frequência e falta de ar não são sinais comuns nas crianças.

Outros sintomas físicos de ansiedade são palpitações, diarreia, náuseas e vômitos. As causas são muitas e, por isso, é importante buscar ajuda de um especialista. Podem estar associadas a problemas psicológicos, infecções, problemas da tireoide e até questões genéticas.




Assine e Receba Novidades GRÁTIS por e-mail!

Confirme sua inscrição no link que receberá por e-mail


Recomendamos para você

Receba Novidades Grátis

Últimos Artigos:




PontoXP © 2006-2016 - Todos os direitos reservados.
Termos de uso | Contato | Anuncie| Assine os FEEDS RSS!