PontoXP.com - Dicas e Informações Gerais.





AMOR ENTRE PRIMOS – MITOS E FATOS

Autor: Textual Conteúdo
Publicado em: Dicas

AMOR ENTRE PRIMOS - MITOS E FATOS

O amor entre primos e seus mitos e fatos é um assunto que voltou à tona agora que vem sendo tema central de uma novela. Existem vários aspectos a serem analisados nesse envolvimento, desde os obstáculos impostos pela própria família, como também as precauções genéticas no caso de o casal optar por ter filhos.

O amor entre primos é permeado por mitos e fatos, entretanto, atualmente muitos casais que estão juntos há vários anos são resultado de uma união entre primos, com maior ou menor grau de parentesco. Esse envolvimento pode começar ainda na infância, já que existe uma proximidade e afinidade muito grande entre os primos.

Barreiras para o amor entre primos

A primeira barreira que o casal enfrenta é a oposição da família. Os parentes temem que o casamento entre dois primos resulte em herdeiros com problemas físicos, mentais ou genéticos. É por conta deste medo que o casamento entre dois primos costuma ser mal visto e muitas vezes desacreditado. Outra questão que ganha peso e desestimula este envolvimento é a crença religiosa, já que a maioria das religiões cristãs pune e condena o envolvimento entre membros da mesma família.

O que diz a genética entre primos

De acordo com os geneticistas, quando um casal que não tem ligações sanguíneas se envolve e tem filhos, eles correm um risco que não ultrapassa 2% de chance de gerar uma criança com doença metabólica ou fisiológica ou até mesmo com má formação. Entretanto, quando o casal é constituído por primos de primeiro ou segundo grau, este risco sobre para ate 10%. Entre as principais doenças que podem ser causadas a partir de um envolvimento entre primos estão a anemia falciforme, que resulta em uma malformação das hemácias; fibrose cística, uma doença genética que pode se manifestar em qualquer sexo, comprometendo o funcionamento de algumas glândulas do organismo; e uma doença conhecida como mucopolissacaridoses, onde as enzimas não cumprem a função correta no organismo.

Amor entre primos – mitos e fatos

Apesar do risco genético do envolvimento entre primos, este tipo de relacionamento é mais comum do que se pensa. Na antiguidade, nobres e reis até induziam e estimulavam o relacionamento consanguíneo, de forma a não precisar dividir suas heranças e riquezas com outras famílias. Atualmente, ainda existem culturas que fazem questão que as uniões ocorram apenas dentro do círculo familiar, prevendo manter os laços familiares. No ocidente, este tipo de envolvimento não é mais tão comum, já que a globalização permite que as pessoas tenham mais chance de se expressar para amigos e colegas, no caso dos mais tímidos.

Como vencer as barreiras e viver o amor entre primos

O fato é que tomando os cuidados necessários nenhum casal de primos precisa abrir mão de seu amor. No momento em que o casal decidir ter filho, é fundamental que eles procurem acompanhamento médico, tomando desde o início medidas para evitar a ocorrência de doenças genéticas pré-existentes. Outro ponto importante é que a mãe realize o pré-natal desde as primeiras semanas de gravidez, já que muitas doenças podem ser diagnosticadas já nessa fase.




Assine e Receba Novidades GRÁTIS por e-mail!

Confirme sua inscrição no link que receberá por e-mail


Recomendamos para você

Receba Novidades Grátis

Últimos Artigos:




PontoXP © 2006-2016 - Todos os direitos reservados.
Termos de uso | Contato | Anuncie| Assine os FEEDS RSS!