ABRIR UMA EMPRESA COMO MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL, MEI

ABRIR UMA EMPRESA COMO MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL

Descobrir como abrir uma empresa como microempreendedor individual é o que muitas pessoas tentam fazer, pois é uma forma segura de abrir o seu próprio negócio, realizar o sonho de trabalhar com o que sempre quis e se livrar do patrão, de uma vez por todas. Mesmo que você possa começar a trabalhar por conta sem ser um empreendedor individual, existem muitas vantagens em fazer esse cadastro.

A partir do momento que você adere ao MEI, sigla para microempreendedor individual, é possível pagar o INSS e garantir a sua aposentadoria no futuro e mesmo emitir nota fiscal, o que pode ser essencial para alguns profissionais que prestam serviços ou vendem produtos a empresas que exigem o documento.

Como abrir uma empresa como MEI – Microempreendedor Individual

Para que o pequeno empresário se torne um MEI, ele deve faturar até R$ 60 mil por ano, ou seja, ganhar no máximo até R$ 5 mil por mês. Outra exigência é não ter participação em outra empresa como sócio ou titular. Se você se enquadra nesses requisitos, pode se tornar um microempreendedor individual fazendo um cadastro no link (http://www.portaldoempreendedor.gov.br/mei-microempreendedor-individual/formalize-se) do portal do empreendedor.

Vale lembrar que empreendedores cadastrados nessa modalidade podem ter um empregado contratado que receba o salário mínimo ou o piso da categoria. Com um cadastro no MEI, a sua empresa terá o Registro no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), além de emitir a nota fiscal. A vantagem de ter um CNPJ é a facilidade em abrir uma conta bancária e solicitar empréstimos.

Ao se tornar um MEI, o pequeno empresário deve pagar o imposto chamado Simples Nacional, o qual permite a isenção de tributos federais, como PIS, Cofins, Imposto de Renda, CSLL, IPI e outros. Dessa forma, terá que pagar mensalmente somente um valor fixo. Empresários do comércio e da indústria pagam R$ 37,20 e prestadores de serviço pagam R$ 41,20 (valores de 2014).

Esse valor é destinado à Previdência Social e ao ICMS ou ao ISS. Em outras palavras, quem tem cadastro ao MEI tem direito aos benefícios como qualquer outro empresário formal, incluindo auxílio doença, auxílio maternidade, aposentadoria e outros. Todos os anos, os valores são atualizados, conforme o valor do salário mínimo, e para ter as guias do pagamento, basta gerá-las pela Internet.

No site do portal, além de poder fazer o seu cadastro no MEI, é possível esclarecer dúvidas e saber mais sobre o assunto. Para muitas pessoas, o MEI tornou tudo mais fácil, pois é uma maneira de pessoas que trabalham de forma autônoma e informal começarem a atuar de modo legalizado. Tudo é muito simples e basta fazer um tipo de declaração para renovar o seu cadastro ao final do ano e continuar pagando o carnê todos os meses.

Agora que você sabe como abrir uma empresa como microempreendedor individual, é só colocar as mãos à obra.